Sociedade

Incêndios: Região russa perto de Moscovo declara estado de emergência

22 agosto 2022 21:52

natalia kolesnikova/getty images

Medida “mobilizará mais recursos para proteger os moradores e os territórios”, sublinhou Pavel Malkov, governador interino da região de Ryazan, através da rede social Telegram

22 agosto 2022 21:52

A região russa de Ryazan, a cerca de 250 quilómetros a leste de Moscovo, decretou esta segunda-feira estado de emergência devido aos incêndios florestais que consumiram, nos últimos dias, mais de 8.000 hectares.

Esta medida “mobilizará mais recursos para proteger os moradores e os territórios”, sublinhou Pavel Malkov, governador interino da região de Ryazan, através da rede social Telegram.

“A área atravessada pelo fogo continua a aumentar lentamente”, acrescentou, indicando que, segundo o serviço de vigilância aérea das florestas, foram afetados entre 8.000 e 9.000 hectares. Segundo as autoridades, a superfície com fogo ativo representava hoje 146 hectares.

Já a organização não governamental (ONG) Greenpeace estimou, com base em imagens de satélite, que pelo menos 11 mil hectares foram atingidos pelos fogos. Na semana passada, o fumo causado pelos incêndios atingiu partes da cidade de Moscovo, provocando uma forte resposta das autoridades.

O presidente da câmara de Moscovo, Sergei Sobyanin, deslocou-se hoje à região afetada e anunciou, através do Telegram, que iria mobilizar 8.500 operacionais e 200 equipamentos adicionais para extinguir os fogos. Sergei Sobyanin acrescentou que a zona é “pouco acessível” e que o combate está a ser realizado sobretudo por aviões e helicópteros.

No entanto, “com maquinaria pesada os bombeiros estão a dirigir-se para o fogo", assegurou. Como resultado das alterações climáticas, a Rússia tem sido atingida nos últimos anos por graves incêndios florestais, principalmente na Sibéria e no extremo oriente, áreas gigantescas e de difícil acesso.