Sociedade

Três elementos dos No Name Boys que invadiram Guimarães estavam na lista negra da polícia

12 agosto 2022 10:18

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

Três membros da claque do Benfica proibidos de entrar em estádios participaram nos distúrbios ao lado dos adeptos croatas do Hadjuk Split

12 agosto 2022 10:18

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

Entre os 23 membros da claque benfiquista No Name Boys, identificados pela PSP a seguir aos episódios de violência da terça-feira à noite no centro histórico de Guimarães por ‘ultras’ portugueses e croatas do Hadjuk Split, havia três que estavam proibidos de entrar em recintos desportivos por terem um histórico de violência no futebol.

De acordo com uma fonte policial, ainda não existem certezas se estes três adeptos entraram no Estádio D. Afonso Henriques para ver o jogo para a Liga Conferência entre o Vitória e o Hajduk Split ou se se deslocaram até àquela cidade apenas para participar nos distúrbios liderados pelos croatas. “Em muitas situações, estes adeptos acabam por ir aos locais onde decorrem os jogos, mesmo não indo ao estádio. Ou porque há fan zones, ou para a festa, ou para a violência. Muitos já perceberam que há falhas no sistema de controlo das interdições e acabam por arriscar. Para os grupos organizados de adeptos, os bilhetes deviam ser nominais”, defende uma fonte policial.