Sociedade

Grupo suspeito de criar esquema de burla com créditos para carros e lucrar dois milhões de euros

7 julho 2022 11:30

Utilizavam documentos falsos e testas de ferro para adquirir carros em stands e concessionários oficiais, vendendo as viaturas posteriormente no estrangeiro

7 julho 2022 11:30

Um grupo de seis indivíduos foi detido pela Polícia Judiciária do Porto por suspeita de ter montado um esquema de burla com créditos para a compra de automóveis. De acordo com o "Jornal de Notícias", o grupo terá lucrado cerca de dois milhões de euros, com cerca de 100 veículos.

Os alegados burlões - cinco homens e uma mulher - utilizavam documentos falsos e recorriam a testas de ferro (normalmente sem-abrigo a quem pagavam para assumirem o crédito junto das financeiras) para adquirir carros em stands e concessionários oficiais. Em seguida, os veículos seguiam para países estrangeiros, onde eram legalizados e vendidos a terceiros.

O grupo é suspeito de falsificar as declarações de IRS ou de rendimentos que eram apresentados em stands e concessionários de grandes marcas de automóveis pelos indigentes. Os carros escolhidos eram sempre de veículos de gama média-alta.