Sociedade

Antigo comandante dos bombeiros condenado a 12 anos de prisão por abuso sexual de menores

7 julho 2022 12:02

no_limit_pictures

José Ângelo abusou de duas menores deficientes da escola em que era coordenador de assistentes operacionais

7 julho 2022 12:02

O ex-comandante dos Bombeiros Voluntários de Resende, José Ângelo, foi condenado pelo Tribunal de Viseu a 12 anos de prisão. Em causa estavam 83 crimes de abuso sexual de que foram vítimas duas jovens deficientes que, segundo o “Correio da Manhã”, frequentavam a escola em que José Ângelo era coordenador de assistentes operacionais.

“Aproveitando-se da disponibilidade de contactos que tinha com as estudantes que frequentavam o estabelecimento escolar, mormente as que padeciam de atrasos mentais, [José Ângelo] abusou delas na arrecadação, nas salas de aulas e até na garagem da sua casa”, lê-se na acusação no Ministério Público.

O funcionário ficou, ainda, proibido de exercer funções escolares durante quatro anos. Em troca de silêncio pelo abuso das menores, o antigo comandante dos bombeiros dava chocolates, barras de cereais, bolachas e dinheiro às menores.