Sociedade

FMI quer alterações no sistema de pensões e Governo concorda

5 julho 2022 10:05

Ana Mendes Godinho, ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social

mário cruz/lusa

Governo quer “explorar opções” para reforçar a sustentabilidade, mas não explica o que está ou não a ser feito

5 julho 2022 10:05

O Fundo Monetário Internacional (FMI) defende serem necessárias mais medidas nos próximos anos para garantir a sustentabilidade do sistema de pensões. De acordo com o “Jornal de Negócios”, o Governo concorda com a ideia do FMI expressa do relatório do Artigo IV, que avalia periodicamente os desenvolvimentos económicos e orçamentais de cada país.

Em concreto, o FMI recomenda alterações à fórmula de cálculo ou uma progressiva subida da idade de acesso às reformas antecipadas. As autoridades portuguesas “assinalaram que as reformas passadas nas pensões mitigaram os efeitos orçamentais do envelhecimento, mas que será necessário mais esforço nos próximos anos”, lê-se no relatório. Desse modo, planeiam “criar um grupo de trabalho para explorar as opções para reforçar a sustentabilidade da Segurança Social”.

Segundo o mesmo jornal, o Governo quer “explorar opções” para reforçar a sustentabilidade. No entanto, não explica o que está ou não a ser feito.