Sociedade

Plano de contingência: controvérsia com os balcões do SEF no aeroporto de Lisboa

20 junho 2022 13:30

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

miguel a. lopes/lusa

Há 16 pontos de inspeção de documentos no aeroporto de Lisboa e duas versões contraditórias sobre o seu funcionamento

20 junho 2022 13:30

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

Nos primeiros dias do plano de contingência, o funcionamento das 16 boxes (balcões de inspeção de documentos nas partidas e chegadas) no Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, está a ser alvo de controvérsia numa altura em que se batem recordes de passageiros e quando é consensual que as infraestruturas da Portela são desadequadas para o número de viajantes.

Uma fonte ligada ao processo garante ao Expresso que há relatos de balcões encerrados, o que tem contribuído para as filas que em alguns casos chegaram a demorar três horas nas ligações internacionais. “As boxes raramente estão completas com funcionários do SEF e da PSP para receber passageiros. Num dos últimos dias de maior afluência havia 12 boxes abertas e só depois se reforçaram as restantes posições.”