Sociedade

Único hospital prisional do país não tem vagas para doentes psiquiátricos

25 maio 2022 9:56

hiob

Reclusos em descompensação psíquica vão para o SNS

25 maio 2022 9:56

A Clínica de Psiquiatria e Saúde Mental do Hospital Prisional de São João de Deus, em Caxias, Oeiras, não tem vagas para doentes agudos. Apesar de o Hospital Prisional de Caxias não estar vocacionado para inimputáveis, acolhe 47. Segundo o jornal “Público”, os restantes reclusos que entrem em descompensação psíquica têm de ser seguidos no Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Desde 2019 que o número de inimputáveis aumentou de forma gradual. O hospital, o único prisional do país, dispõe de 51 camas - 43 para homens e oito para mulheres. No entanto, acolhe 63 doentes: 59 homens e quatro mulheres. Destes 63, 47 são inimputáveis. Esta clínica tem como objetivo tratar os reclusos com doença mental dos vários estabelecimentos prisionais do continente e das ilhas.

“Releva-se o facto de todos os doentes estarem a ser objeto de acompanhamento clínico devido, uma vez que, pese embora estejam fisicamente alocados a uma enfermaria / serviço distinto no interior do hospital prisional, estão sob acompanhamento clínico dos serviços de psiquiatria”, salienta a Direcção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP).