Sociedade

Ivo Rosa vai ter ajuda de três assessores jurídicos no caso BES

12 maio 2022 9:03

mario cruz / pool

Fonte oficial da presidência da comarca de Lisboa explica que “assessores devem trabalhar alternadamente no caso”

12 maio 2022 9:03

O juiz Ivo Rosa vai contar com a ajuda de três assessores jurídicos no processo que visa apurar responsabilidades criminais no colapso do Banco Espírito Santo (BES). De acordo com a informação adiantada ao jornal “Público” por uma fonte oficial da presidência da comarca de Lisboa, os três assessores são da comarca de Lisboa.

“Os assessores devem trabalhar alternadamente no caso, mas também poderão fazê-lo em simultâneo”, explica a mesma fonte. Um deles já assessorou Ivo Rosa durante duas semanas antes do magistrado ter estado de baixa.

A presidência da comarca garante que o juiz não está, neste momento, a ter apoio de qualquer um dos assessores porque se encontra numa fase em que ainda está a estudar os autos. O juiz já tinha dito que este era “o maior e mais complexo [processo] alguma vez colocado pelos tribunais portugueses”. “Só para termos uma ideia aproximada, em termos de dimensão física do processo, equivale a seis vezes e meia a dimensão do processo Marquês”, sublinhou Ivo Rosa, num despacho de 26 de abril.