Sociedade

Morte de PSP: advogados de fuzileiro queixam-se de “sérios e inesperados obstáculos” no caso e criticam Carlos Alexandre

29 abril 2022 12:09

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

Este é o interior da discoteca Mome

mome

Advogados apresentaram o recurso à medida de prisão preventiva aplicada pelo juiz Carlos Alexandre, que "fez perguntas e avançou respostas em tom intimidatório" no primeiro interrogatório judicial ao fuzileiro. Dois fuzileiros estão detidos preventivamente no caso. Um terceiro suspeito das agressões encontra-se a monte

29 abril 2022 12:09

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

A equipa de defesa de Cláudio Coimbra, um dos dois fuzileiros indiciados pelo Ministério Público pela morte do agente da PSP Fábio Guerra, garante ao Expresso que após dar entrada do recurso para a alteração da medida de coação do fuzileiro, que se encontra em prisão preventiva no presídio de Tomar, está a deparar-se com sérios e inesperados obstáculos, no sentido de apresentar o que realmente sucedeu na madrugada de 19 de março em frente à discoteca Mome, em Lisboa, acrescentando que se tratam de factos que se encontram devidamente documentados”.