Sociedade

Plano de evacuação de São Jorge operacional até ao início da próxima semana

18 abril 2022 17:05

rui soares/getty images

Eduardo Faria, que falava no ‘briefing’ de balanço da atividade sismovulcânica em São Jorge, referiu que Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA), em cooperação como o Comando Operacional dos Açores (COA), está numa “fase adiantada do plano de evacuação por via marítima, caso seja necessário, e também por via aérea"

18 abril 2022 17:05

O plano de evacuação da ilha de São Jorge, por via marítima e aérea, vai estar operacional até ao início da próxima semana, sendo posto em prática caso se justifique, divulgou esta segunda-feira o presidente da Proteção Civil.

Eduardo Faria, que falava no ‘briefing’ de balanço da atividade sismovulcânica em São Jorge, referiu que Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA), em cooperação como o Comando Operacional dos Açores (COA), está numa “fase adiantada do plano de evacuação por via marítima, caso seja necessário, e também por via aérea, na eventualidade de se ter as infraestruturas aeroportuárias danificadas”.

O responsável pela Proteção Civil frisou que um helicóptero procedeu ao reconhecimento aéreo para “verificar condições de operação em locais não preparados”, sendo que o plano de evacuação "deverá estar concluído no final da semana ou início da próxima semana”.

Também no ‘briefing’, que deixa de ser diário e passa a realizar-se às segundas, quartas e sextas-feiras, Rui Marques, do Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores (CIVISA), declarou que “houve, na noite passada, uma ligeira alteração da tendência dos últimos sete dias, em que se registou um incremento da frequência diária de sismos”.

No sábado houve registo de 253 sismos e, no domingo, de 281. “No entanto, hoje, desde as 00h00 até às 10h00, temos apenas 34 sismos registados pela rede sísmica do CIVISA”, observou.

Hoje, ultrapassaram-se os 29.200 abalos em São Jorge desde o início da crise sismovulcânica, a 19 de março, afirmou Rui Marques. O sismo de maior magnitude (3,8 na escala de Richter) ocorreu no dia 29 de março, às 21h56. A ilha mantém o nível de alerta vulcânico V4 (ameaça de erupção) de um total de sete, em que V0 significa “estado de repouso” e V6 “erupção em curso”.