Sociedade

Fenómeno: há bombas de combustível a fazer batota no preço

18 abril 2022 13:47

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

view press/getty images

No espaço de poucos meses, a ASAE detetou quatro casos de estações de serviço que cobravam dinheiro mesmo antes dos condutores meterem combustível

18 abril 2022 13:47

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

Parece ser um fenómeno recente: no espaço de poucos meses, a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) detetou quatro casos de estações de serviço que cobravam ainda antes dos condutores meterem combustível nos veículos. E já remeteu os casos ao Ministério Público.

O caso mais recente deu-se em Vila Pouca de Aguiar (Vila Real). A ASAE, através da sua Unidade Nacional de Informações e Investigação Criminal (UNIIC), detetou, em flagrante delito, uma bomba de combustível, de gasóleo simples, "em prática especulativa".

Durante a ação os inspetores verificaram que, no início de cada abastecimento, após o reset do contador e mesmo antes de ser pressionado o manípulo da agulheta da bomba, o contador alterava-se automaticamente, cobrando valores até 1,65 Euros, sem que o consumidor tenha feito qualquer abastecimento efetivo.

"Os equipamentos em causa já tinham sido sujeitos a controlo metrológico este ano, exibindo o respetivo selo de validade e de conformidade, tendo-se procedido à sua selagem e respetiva apreensão, de forma cautelar, para a respetiva perícia técnica", diz a ASAE.

Em causa estão fortes indícios do crime de especulação (delito antieconómico) e eventual crime de falsificação de notação técnica.