Sociedade

SEF investiga 20 denúncias de tráfico de seres humanos

9 abril 2022 21:00

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

Assistência a refugiados ucranianos, no posto fronteiriço de Medyka, entra a Ucrânia e a Polónia

jeff j mitchell / getty images

Desde que começou a guerra, a 24 de fevereiro, duas dezenas de casos foram reportados ao SEF e incluem o desaparecimento de menores da Ucrânia

9 abril 2022 21:00

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

Desde a invasão da Ucrânia, a 24 de fevereiro, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) já recebeu cerca de 20 denúncias concretas sobre potenciais casos de tráfico de seres humanos, que envolvem crianças e mulheres refugiadas que viajaram para Portugal, revelou ao Expresso fonte oficial deste órgão de polícia criminal. Todas levaram à abertura de investigações, relacionadas principalmente com desaparecimentos durante o trajeto de fuga em ‘caravanas humanitárias’ ou a entrada de menores em território nacional sem os pais ou familiares, mas a maioria foi, até agora, descartada.

Um dos casos investigados pelo SEF deu-se no Algarve. Dois irmãos, de 17 e de 5 anos, tinham partido da Polónia num autocarro lotado de refugiados em fuga da guerra, com destino a Portugal, mas não estavam entre os passageiros registados à chegada a Faro. “Receámos que as crianças tivessem sido levadas num dos pontos de paragem, algures na Europa, para serem colocadas em redes de tráfico de seres humanos que se estão a aproveitar das fragilidades destes refugiados”, conta uma fonte do processo.