Sociedade

Onde está Michael Kozec? Um mês depois, não há uma única pista sobre o que aconteceu ao atleta polaco

7 agosto 2021 20:04

Michael Kosek, o turista desaparecido nas montanhas da Madeira

michael kosek

Foi no passado dia 7 de julho que Michael Kozec desapareceu durante um trail entre a Calheta e Porto Moniz. Família e amigos do atleta polaco ajudaram nas buscas, mas sem sucesso. Antes de abandonarem a Madeira deixaram um apelo às autoridades portuguesas: "não deixem cair o caso no esquecimento"

7 agosto 2021 20:04

Um mês depois do desaparecimento de Michael Kozec, não há nenhuma pista sobre o ultramaratonista polaco, de 35 anos, que se encontrava de visita à Madeira com a mulher e os dois filhos menores. Após buscas intensas durante a primeira semana, as equipas de resgate suspenderam as operações oficiais, mas a família e amigos juntaram-se para ajudar na missão. Ate à data sem sucesso.

"Estivemos no terreno nos primeiros dias, junto com outras forças de segurança e Proteção Civil, entretanto, as buscas oficiais foram suspensas", diz ao Expresso o comandante Jacinto Ferrão, dos Bombeiros da Calheta, acrescentando que o caso está com a PSP e a PJ.

Segundo o comandante, o relevo da zona é muito acidentado e de "difícil acesso", com uma vegetação densa, o que dificulta as operações de busca, que contaram com a ajuda de um helicóptero e drones, além de elementos da equipa de resgate da Montanha da GNR.

Foi no passado dia 7 de julho que Michael Kozec desapareceu durante a noite num treino de trail entre a Calheta e Porto Moniz. O sinal do telemóvel foi detetado pela última vez perto das 20h na antena do Pico da Urze, e depois disso não foi encontrada nenhuma uma pista que pudesse ajudar à localização do atleta e engenheiro polaco.

Contactado pelo Expresso, a Departamento de Investigação Criminal da Madeira não avançou o ponto de situação do caso, remetendo informações para mais tarde.

Christopher Kozek, o irmão mais novo do ultramaratonista, esteve na Madeira durante três semanas, na esperança de poder encontrar alguma pista do irmão, mas acabou por regressar à Suíça, onde reside, no passado dia 30 de julho, segundo o "Diário de Notícias da Madeira". Também a mãe de Michael Kozek e um bombeiro de Nova Iorque, amigo do atleta, ajudaram nas buscas e já regressaram a casa. Mas antes de deixarem a ilha, fizeram um apelo às autoridades portuguesas: "não deixem cair o caso no esquecimento"

Este é o segundo caso de desaparecimento na Madeira em menos de oito meses. A 29 de dezembro, Jascha Hardenberg, um turista alemão, de 28 anos, também foi visto pela última vez na Levada das 25 Fontes, na Calheta. Até agora, não foi encontrada também nenhuma pista do cidadão alemão.