Sociedade

Bombeiros extinguiram fogo no telhado do Palácio da Justiça do Porto

23 julho 2021 16:58

O combate às chamas que deflagraram cerca das 15h28 foi feito com recurso a uma autoescada dos Bombeiros Sapadores do Porto. De acordo com o Comando Distrital de Operações e Socorro do Porto, o incêndio foi dado como extinto pelas 15h55

23 julho 2021 16:58

O fogo no telhado do Palácio da Justiça, no Porto, já foi extinto, tendo sido provocado pela colagem de tela asfáltica com recurso a um maçarico, relatou o presidente da Câmara do Porto.

"O que aconteceu foi que estava a ser colada uma tela asfáltica na cobertura do edifício com recurso a um maçarico e que terá começado um incêndio que se alargou mais aos outros rolos da tela que estavam no telhado, do que propriamente ao edifício" disse o autarca que se deslocou ao local.

O combate às chamas que deflagraram cerca das 15h28 foi feito com recurso a uma autoescada dos Bombeiros Sapadores do Porto. De acordo com o Comando Distrital de Operações e Socorro do Porto, o incêndio foi dado como extinto pelas 15h55.

Segundo Rui Moreira, "não há prejuízos pessoais, para além do pânico das pessoas e também não há grande problema porque não foi preciso utilizar muita água (...) não há grande danos nem em gabinetes nem em documentação, portanto creio que o assunto está resolvido".

O Segundo Comandante dos Sapadores do Porto, Ricardo Pereira, confirmou que apenas "existem danos na cobertura" do Palácio das Justiça que "tem cerca de 100 metros quadrados e onde se verificou a ignição e a combustão da impermeabilização em asfaltagem, gerando-se ali um foco de incêndio".

"A coluna de fumo negro dizia respeito às telas que estavam a arder, foi prontamente combatido, está extinto e não há grande damos", sublinhou.

O responsável dos bombeiros confirmou que "a evacuação foi feita com calma e tranquilidade", que não há feridos a lamentar" e que, inclusive, "as pessoas já foram autorizadas a reentrar no edifício".

O combate às chamas, acrescentou, "durou cerca de meia hora".