Sociedade

Salazar e Estado Novo vão ter um museu

António de Oliveira Salazar beija a mão ao Cardeal Cerejeira, seu amigo de juventude

arquivos gesco

Museu do Estado Novo vai abrir depois do verão. Obras começam já em agosto. Historiadores temem que se transforme num local de romaria para os saudosos do fascismo. Sobrinho-neto do ditador pôs a autarquia em tribunal

26 julho 2019 23:26

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

O homem que governou o país com mão de ferro, e que morreu há precisamente 49 anos, vai ganhar uma vida extra no Vimieiro, em Santa Comba Dão. Depois de muita polémica em torno do espólio do ditador, que chegou até aos tribunais e à Assembleia da República, o museu do Estado Novo irá abrir portas a seguir ao verão na freguesia onde nasceu António Oliveira Salazar. “As obras começam dentro de duas a três semanas e a abertura de portas está prevista para daqui a três meses”, revelou ao Expresso Leonel Gouveia, presidente da autarquia.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. Pode usar a app do Expresso - iOS e Android - para descarregar as edições para leitura offline)