Sociedade

As escolas onde é mais fácil chegar aos 20 valores

Externato Ribadouro, no Porto, é um dos colégios repetentes na lista

No Externato Ribadouro quase todos os alunos de nove turmas tiveram 19 e 20 valores a Educação Física. A Inspeção-Geral de Educação já está a investigar e o tema da inflação de notas voltou à ordem do dia. Como controlar as classificações nas disciplinas onde não há exames?

4 maio 2019 8:30

O caso das nove turmas do 10º ano do Externato Ribadouro, no Porto, em que 95% dos 248 alunos tiveram 19 e 20 valores a Educação Física e a classificação mais baixa ficou nos 18, já está a ser investigado pela Inspeção-Geral da Educação e Ciência (IGEC). O Expresso sabe que a indicação para a abertura do processo de inquérito partiu do próprio ministro, que espera uma investigação célere e firme que esclareça cabalmente o sucedido. Para o Ministério da Educação, a distribuição destas classificações no final do 2º período constitui uma “improbabilidade estatística, independentemente dos critérios de avaliação e ponderações atribuídas”.

Mas está longe de ser caso único. Professores e alunos contam como é frequente a inflação de notas, sobretudo nas disciplinas não sujeitas a exame nacional. A estratégia tem implicações no acesso ao ensino superior, sobretudo nos cursos mais procurados, como Medicina.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. Pode usar a app do Expresso - iOS e Android - para descarregar as edições para leitura offline)