Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Caso Goucha: TVI recusa ‘lições de moral’ do Governo e responde com Le Pen na Web Summit

Manuel Luís Goucha | Apresentador de TV

“João Gomes Cravinho integra um Governo que ainda há pouco tempo recusou pedir à organização da Web Summit que retirasse o convite à Marine Le Pen”, afirmou esta sexta-feira o diretor de informação da TVI, Sérgio Figueiredo. Ainda assim, a estação decidiu suspender a rubrica do programa "Você na TV", na sequência do convite ao líder de extrema direita Mário Machado

Tal como Jesus salvou Maria Madalena do apedrejamento e da humilhação pública, também o diretor de informação da TVI saiu esta sexta-feira em defesa de Manuel Luís Goucha e da estação televisiva.

“Respondendo diretamente ao senhor ministro, uma vez que ele atirou a primeira pedra, queria recordar que João Gomes Cravinho integra um Governo que ainda há pouco tempo recusou pedir à organização da Web Summit que retirasse o convite à Marine Le Pen para fazer um discurso no evento”, apontou Sérgio Figueiredo durante o programa da TVI “Deus e o Diabo”.

O diretor de informação da TVI respondia assim às declarações do ministro da Defesa, que comparou o convite do programa “Você na TV” a Mário Machado, líder do movimento Nova Ordem Social, a uma atitude incendiária “pelo prazer de ver as labaredas”.

“Ao senhor ministro pergunto se esta senhora da extrema-direita francesa, que inspira movimentos xenófobos por toda a Europa, não cabe também ela na categoria dos incendiários”, continuava Sérgio Figueiredo.

“O ministro da Defesa não tem moral para atirar a primeira pedra e muito menos para associar o convite a Mário Machado à guerra das audiências, porque também lhe posso devolver a mesma suspeição: será que o dinheiro que a Web Summit traz a Portugal é suficiente para apagar estas labaredas?”, questiona, respondendo de seguida: “Julgo que não. Não podemos fazer falsas hipocrisias com assuntos muito sérios.”

Rubrica do “Você na TV” suspensa

Sublinhando que a direção de informação não participa nos convites realizados pela direção de entretenimento, Sérgio Figueiredo garante que a TVI considera “que o modelo de sociedade que o Sr. Mário Machado defende é repugnante, abjeto e algo que nos nossos dias representa um perigo para a sociedade”.

Mas rejeita responsabilidades. “Não posso permitir que opinadores inflamados e alguns defensores da moral ataquem quem diagnostica um cancro na sociedade. Ele já lá está instalado e não fomos nós que o criámos.”

Também o apresentador da TVI Manuel Luís Goucha veio dizer, esta sexta-feira, que - embora tenha uma palavra a dizer na escolha de muitos temas do programa “Vocês na TV” - a responsabilidade pelo convite a Manuel Machado é do autor da rubrica “Diga de sua justiça”.

Foi por isso que, segundo diz, “a direção de programas decidiu suspender a rubrica por quebra de confiança”.

Goucha garante que só soube do convite três dias antes da emissão, mas sublinhou que, mesmo assim, fez “o trabalho de contraditório” e de “desmontar aqueles argumentos” e “afirmações perigosas”.