Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Ministro nas mãos do ex-diretor da PJM

RODRIGO ANTUNES/ Lusa

Depoimento de Luís Vieira vital para confirmar versão do major Brazão sobre reunião com Azeredo Lopes no Ministério da Defesa

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

Joana Pereira Bastos

Joana Pereira Bastos

Editora de Sociedade

Rui Gustavo

Rui Gustavo

Jornalista de Sociedade

Major da PJ Militar que diz que avisou o ministro Azeredo Lopes já sabia então que estava a ser investigado pela PJ. Ministro da Defesa nega a existência dessa reunião. Afinal, há um ano que a PJ tem conhecimento do esquema montado pela PJM e GNR de Loulé. Carta anónima denunciou ao pormenor a operação de recuperação das armas na Chamusca. Cinco suspeitos do assalto a Tancos estão ainda sob vigilância. E não há certezas sobre quem foi o mandante. Marcelo falou ontem com António Costa.

Saiba mais na edição deste sábado do Expresso.

  • António Costa diz que mantém confiança no ministro Azeredo Lopes

    "Quer o senhor ministro da Defesa Nacional, quer o tenente general Martins Pereira, que era então seu chefe de gabinete, já fizeram um desmentido absolutamente categórico de notícias que têm vindo a lume de factos que lhe teriam sido imputados. Não vejo nenhuma razão para alterar essa confiança", assegurou. António Costa admitiu, contudo, que existem ainda questões por esclarecer