Televisão

Televisão: Marco Paulo Superstar

13 janeiro 2023 8:42

armanda claro

“Marco Paulo” é a minissérie que afina a história da cultura popular portuguesa através da música do cantor que lhe dá nome. Ao Expresso, o ator Diogo Martins fala sobre como foi dar vida a esta figura ímpar nos primeiros anos da sua carreira

13 janeiro 2023 8:42

Dos dois amores de Marco Paulo, conhecemos-lhe um: a música. E é a partir dela que se abre esta pequena janela temporal que leva o espectador numa viagem fugaz, contada em escassos três episódios. Baseada nos factos e nas ficções da vida do cantor que lhe dá nome, esta minissérie retrata também o passado de uma cultura popular debaixo das saias da ditadura e remexida depois da eternizada ‘Grândola, Vila Morena’. Rejeitando as apelidadas “canções de intervenção” que se seguiram, este ícone da música portuguesa cantou o seu caminho paralelamente às tendências e manteve-se fiel a si mesmo, à sua história. Qual? Coloca-se o single da sua vida a tocar e é ‘Ninguém, Ninguém’ que abre o enredo.

Para surpresa de muitos, Marco Paulo, antes de o ser, era Joãozinho, conhecido pelas ruas e ruelas de Mourão, terra alentejana. E quantos Joõezinhos não ilustram as traquinices da miudagem nos contos portugueses, também eles com o seu rasgo popular? Esta história não é diferente. A narrativa em torno deste diminutivo de João não se descola dos outros tantos, embora tivesse um traço de personalidade vincado: queria ser cantor. Fugia da catequese para alimentar essa sua crença que, ao invés de na missa, encontrava nas salas de espetáculo. O olhar curioso de um rapaz franzino observava apaixonadamente os palcos, para depois reproduzir o que ouvia na sua própria voz.