Revista de imprensa

Portugal é o terceiro país da UE com maior aumento de mortes no trabalho

Portugal é o terceiro país da UE com maior aumento de mortes no trabalho
NUNO BOTELHO

Morreram 131 pessoas em contexto de trabalho em 2020. Itália é o país com maior aumento e maior número total de mortes

Portugal é o terceiro país da União Europeia (UE) com maior aumento do número de pessoas que morreram depois de terem tido algum acidente de trabalho, quando são comparados os óbitos ocorridos em 2019 e em 2020. Segundo um estudo sindical levado a cabo pela Confederação Europeia de Sindicatos (ETUC, na sigla em inglês) a que o jornal “Público” teve acesso, Portugal registou 131 acidentes fatais no trabalho em 2020.

No mesmo ano foram registadas mais 27 mortes do que em 2019, tornando Portugal o terceiro país da UE com maior aumento de mortes no trabalho. O primeiro foi Itália (mais 285) e o segundo Espanha (mais 45). A Itália é também o país com o maior número total de óbitos ocorridos em 2020: 776.

“As mortes no trabalho vão continuar a ser um flagelo na Europa por quase uma década a mais do que o previsto anteriormente, após um aumento no número de acidentes fatais em quase metade dos Estados-membros”, refere a ETUC. Segundo os cálculos, Portugal só deverá deixar de registar mortes no trabalho em 2032, mas até lá morrerão mais 560 pessoas em contexto de trabalho.

Tem dúvidas, sugestões ou críticas? Envie-me um e-mail: piquete@expresso.impresa.pt

Comentários

Assine e junte-se ao novo fórum de comentários

Conheça a opinião de outros assinantes do Expresso e as respostas dos nossos jornalistas. Exclusivo para assinantes

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vistas