Revista de imprensa

Brasil: colégio vai demitir professora suspeita de fazer saudação nazi numa aula

Brasil: colégio vai demitir professora suspeita de fazer saudação nazi numa aula
UESLEI MARCELINO/REUTERS

Docentes da escola destacam que professora tem vindo a fazer campanha a favor de Jair Bolsonaro

Uma professora do Colégio Sagrada Família, em Ponta Grossa, no Brasil, vai ser demitida por ter feito a saudação nazi durante uma aula. De acordo com a “Folha de S. Paulo”, a professora ergue o braço em direção ao horizonte depois de fazer continência.

No momento em que a docente - que trabalhava nesta escola há quase 20 anos - faz o alegado gesto, tem uma bandeira do Brasil presa ao corpo. “O posicionamento dela é que não existiu qualquer gesto típico de saudação nazista. Foi no momento de descontração, no encerramento da aula, que se se considerar gesto típico de alguma natureza seria saudação à bandeira e à pátria", refere o advogado da professora, Alexandre Jorge.

Outros docentes da escola destacam que a professora tem vindo a fazer campanha a favor de Jair Bolsonaro. "A escola tem uma posição neutra politicamente junto aos seus alunos e professores", disse a diretora-geral. Ariel de Castro Alves, advogado, considera que “o gesto dela é, em princípio, propaganda nazi”. Durante o ato da professora é possível ouvir uma música - não identificada - semelhante a um hino. No caso de o gesto estar relacionado com a música, pode ser “associado à propaganda e defesa do nazismo”.

Tem dúvidas, sugestões ou críticas? Envie-me um e-mail: piquete@expresso.impresa.pt

Comentários

Assine e junte-se ao novo fórum de comentários

Conheça a opinião de outros assinantes do Expresso e as respostas dos nossos jornalistas. Exclusivo para assinantes

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vistas