Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Enfermeiros. Plataforma do crowdfunding pediu parecer sobre divulgação de dados à CNPD

PAULO NOVAIS

Antes de dar as informações pedidas pela ASAE, a PPL decidiu primeiro pedir um parecer da Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD)

A ASAE notificou a plataforma de crowdfunding PPL, na passada sexta-feira, e deu um prazo de cinco dias úteis para esta fornecer todos os dados sobre os financiadores da greve dos enfermeiros. Porém, revela o “Diário de Notícias” esta terça-feira, antes de dar as informações, a PPL entendeu primeiro pedir um parecer da Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD).

Esta decisão foi confirmada ao matutino por Yioann Nesme, sócio-gerente da PPL. Nesme disse ainda que espera receber a resposta da CNPD quanto à legalidade de fornecer as informações, dentro do prazo dos cinco dias úteis. Ou seja, até sexta-feira desta semana.

O financiamento da greve cirúrgica dos enfermeiros tem levantado suspeições públicas sobre a sua origem, sendo aventada nomeadamente a possibilidade de estar a ser financiada pelo sector privado da saúde.

A PPL tem acesso a todos os dados relativos aos meios de pagamento usados para fazer o donativo.