Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Exame de idoneidade a ex-gestores da Caixa exclui Carlos Costa

Governador do Banco de Portugal, Carlos Costa

TIAGO PETINGA/LUSA

Apesar de ter aprovado créditos ruinosos quando esteve na CGD, Carlos Costa, atual governador do Banco de Portugal, não será um dos ex-gestores alvo de escrutínio, escreve o “Jornal Económico” esta sexta-feira

O exame à idoneidade dos ex-gestores da Caixa Geral de Depósitos (CGD) que está ser feito pelo Banco de Portugal deixa de fora o governador do Banco de Portugal (BdP), Carlos Costa, que foi administrador do banco público entre 2004 e 2006, avança o “Jornal Económico” esta sexta-feira.

Apesar de ter aprovado créditos ruinosos quando esteve na CGD, escreve o semanário, Carlos Costa não será um dos ex-gestores alvo de escrutínio do BdP. A avaliação em causa incide sobre menos de dez antigos administradores do banco público.

A avaliação de idoneidade está a ser feita com base nas conclusões da auditoria da EY que detetou perdas de 1647 milhões de euros em 186 operações de crédito que acabaram por se revelar ruinosas.

O semanário questionou o BdP sobre esta avaliação a ex-gestores da Caixa, mas a instituição recusou comentar.