Prémios do Imobiliário

Inscritos

1 agosto 2022 16:14

São 55 os projetos que este ano estão candidatos aos Prémios do Imobiliário, organizados pelo Expresso e SIC Notícias. Fique a conhecer os concorrentes da IV edição desta iniciativa

1 agosto 2022 16:14

ANTÓNIO AUGUSTO AGUIAR 23

No epicentro da área mais cosmopolita e luxuosa de Lisboa, ressurge um edifício onde os anos dourados da arquitetura portuguesa complementam o estilo de vida atual. A Avenida António Augusto Aguiar é uma artéria fulcral da cidade, perto de comércio, serviços e espaços verdes.

O AAA23 resulta da reabilitação de um imóvel dos anos 40 do século XX que concilia o requinte do passado com a contemporaneidade dos nossos dias. Tem seis andares onde alberga 42 apartamentos de tipologias que vão desde o T1 ao T4+1 duplex e áreas entre os 53 e 200m2. Algumas frações dispõem de estacionamento e as penthouses na cobertura beneficiam de piscina e terraço.

Os materiais foram escolhidos para manter o carácter único e original do edifício. No interior mantiveram-se os elementos decorativos, a pedra e a madeira são os principais materiais, permitindo criar uma relação harmoniosa entre os elementos históricos e os contemporâneos.

Link: https://aaa23.pt/

Promoção: RE capital

Arquitetura: ARX Portugal

Categorias a concurso: Reabilitação e Reconstrução - Habitação

AVENCAS OCEAN VIEW

Localizado no concelho de Cascais, o Avencas Ocean View quis valorizar e respeitar o legado arquitetónico nacional, integrando-o com uma visão de imobiliário de luxo.

O resultado deste empreendimento foi uma integração do passado com o futuro. Conta com uma parte mais antiga, reabilitada e outra contemporânea de construção nova. Nestes apartamentos destacam-se os grandes envidraçados através dos quais é possível contemplar o mar. Com este projeto foi devolvido à Av. Marginal um icónico edifício agora renovado, valorizado e prestes a encher-se de vida.

Link: http://avencasoceanview.pt/

Promoção: Mexto Property Investments

Arquitetura: Artradi, Arquitetura e Design Lda & João Tiago Aguiar

Categorias a concurso: Reabilitação e Reconstrução - Habitação

ICON OFFICES I

O edifício de escritório Icon Offices I tem frente para a Avenida da Associação Empresarial de Portugal, para a Rua Manuel Pinto de Azevedo, para a Rua Direita de Francos e para a Travessa do Poeta, no Porto.

A proposta para esta zona é composta por dois edifícios e um significativo jardim com mais de 9000m2. O edifício que se apresenta alberga os escritórios do grupo Ageas, reforçando a dimensão global do empreendimento.

A intervenção, como transformação que se prevê duradoura, tem também como preocupação uma causa coletiva procurando beneficiar o contexto, as suas atividades e habitantes. Perspetiva-se que este será um lugar de emprego e atividade de referência, um possível ponto de encontro, um espaço integrador e relacional. Neste sentido, à dimensão arquitetónica junta-se a paisagística que assume especial relevo.

Para o conceito e opções arquitetónicas muito contribui a natureza da operação. A geometria do lote e do nó rodoviário, a sua exposição em diferentes ângulos de observação e referência, suscitaram a matriz curvilínea baseada em elementos envolventes de encerramento e proteção em arcos sucessivos, determinando a evolução das fachadas. O edifício vive uma dupla relação preferencial: a de estima pelo acesso reencontrado a partir do nível da Rua Manuel Pinto de Azevedo e a de empatia natural com o jardim.

Link: https://www.civilria.pt/

Promoção: Civilria

Arquitetura: Luís Pedro Silva

Engenharia: Civilria

Categorias a concurso: Melhor Empreendimento de Construção Nova – Escritórios; Espaço Público – Espaço Verde/Urbanismo

UNIDADE INDUSTRIAL DA KERAKOLL PORTUGAL

Instalada no Parque de Negócios de Rio Maior, no distrito de Santarém, esta é a primeira unidade produtiva em Portugal da Kerakoll, empresa do setor da construção sustentável.

O projeto de arquitetura respeita os padrões de sustentabilidade e de poupança energética. Com um investimento de mais de 11 milhões de euros e o envolvimento de uma equipa especializada nas várias áreas de intervenção, a nova fábrica de Rio Maior estende-se numa superfície total de 19.000 m2.

O projeto de natureza industrial visou edificar uma unidade com funções de fabrico, armazenagem, áreas administrativas e sociais, áreas técnicas e logísticas, tendo como denominador comum em todas as áreas de intervenção o foco na sustentabilidade ambiental. Assim, nesta unidade, foram instalados 900 m2 de sistemas para isolamento térmico e 443 painéis fotovoltaicos que garantem a produção anual de 55% da energia elétrica e de 70% da água quente necessária.

Link: https://adquadratum.com/

Promoção: Kerakoll Portugal S.A.

Arquitetura: José António Lopes

Engenharia: Paulo Gomes - Sopsec

Categorias a concurso: Sustentabilidade – Construção/Arquitetura Sustentável

LAGO ALTEAR - BLOCOS A e B

O Lago Alter é o primeiro empreendimento do Altear, uma cidade prática e moderna dentro de Lisboa, mas longe do stress e da agitação. Este projeto será constituído por três edifícios, dos quais dois, o A e o B, já se encontram construídos.

Estes dois primeiros blocos contam com modernos apartamentos, do T1 ao T5, com áreas que vão dos 91 aos 340 m2, cozinhas totalmente equipadas, casas de banho com louças e torneiras de marca e agradáveis janelas e varandas com vistas privilegiadas para o lago e para o jardim.

Todas as habitações apresentam uma classificação energética A, conseguida através do elevado nível de isolamento considerado em fachadas, cobertura e áreas comuns, da caixilharia e vidros com características técnicas com padrões de qualidade muito elevados, sistema de aquecimento/arrefecimento de elevado rendimento, sistema de ventilação individualizado e do sistema de aquecimento de águas quentes com apoio de painéis solares.

O empreendimento disponibiliza estacionamento privativo, arrecadações, ginásio e sete lojas.

Link: https://www.altear.pt/lago-altear/

Promoção: Solyd Property Developers

Arquitetura: Arnaldo Pimentel Barbosa

Engenharia: António Portela/André Faro

Categorias a concurso: Melhor empreendimento de construção nova – habitação; Sustentabilidade – Construção/Arquitetura Sustentável; Sustentabilidade – Eficiência Energética

LUMNIA

O Lumnia integra o Exeo, um office campus composto por três edifícios de escritórios e instalações de primeira linha, espaços comerciais e de lazer, restaurantes e zonas verdes. Localizado no Parque das Nações, em Lisboa, é o primeiro edifício a ser concluído e também o de maior dimensão, com cerca de 30 mil m2 de área.

O edifício tem oito pisos, 29.312m2 de área de escritórios e 831m2 de comércio. Integra dois níveis de estacionamento subterrâneo com capacidade para 300 carros e 70 bicicletas.

A sustentabilidade e o reduzido impacto ambiental foi uma premissa na execução do Exeo, tanto no desenvolvimento dos edifícios que o integram, como dos espaços exteriores. Essas preocupações reflectiram-se antes e durante a construção do Lumnia, nas medidas tomadas sobre o consumo de energia, eficiência hídrica, iluminação, mobilidade, qualidade de ambiente interior e a sustentabilidade dos materiais de construção usados. Destacam-se as certificações obtidas: certificação energética A e classificação NZEB por ser um edifício com um grau de eficiência elevado.

Link: https://www.exeo.pt/

Promoção: Avenue

Arquitetura: Risco

Categorias a concurso: Melhor Empreendimento de Construção Nova – Escritórios; Sustentabilidade – Construção/Arquitetura Sustentável; Sustentabilidade – Eficiência Energética

PARQUE URBANO DAS CAMÉLIAS - LABORATÓRIO PARA A EMAAC

O Parque Urbano das Camélias, com 2,5ha, localiza-se no centro urbano de Braga, numa extensa zona de espaços verdes e equipamentos municipais como o Parque da Ponte, Parque do Monte Picoto, Parque de Campismo, Ecovia do Este, Piscinas Municipais, Estádio 1.º de maio e Altice Forum, numa área de 60ha. Foi renovado em 2021 com um investimento de 331 mil euros, cofinanciado em 42% pelo Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.

Com a reabilitação deste espaço disponibilizaram-se aos cidadãos mais áreas verdes de recreio e lazer, com percursos inclusivos, bancos, mesas e miradouro e criou-se um laboratório vivo de experimentação de soluções de adaptação às alterações climáticas em meio urbano, em linha com a Estratégia Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas, pois pretende-se que o Parque das Camélias contribua para a divulgação e disseminação de boas práticas para novos empreendimentos e ações de reabilitação no concelho, na região e no país. São exemplos disso a cobertura verde, o tanque, o aproveitamento das águas pluviais, biodiversidade, percursos permeáveis, junção de corredor verde e azul e sombreamento.

Link: https://www.cm-braga.pt/pt

Promoção: Câmara Municipal de Braga

Arquitetura: Nuno Vigário & Bráulio Ferreira, Arquitectos Paisagista

Engenharia: Cristina Silveira Silva

Categorias a concurso: Espaço Público – Espaço Verde/Urbanismo

PROMENADE

Localizado na Avenida 24 de Julho, na frente ribeirinha de Lisboa e numa das zonas mais em voga da cidade, o Promenade tem cinco pisos com apartamentos de tipologias T1 a T3, penthouses de tipologias T3 a T6, e espaços comerciais no piso térreo. Integra-se esteticamente na sua localização, com uma fachada marcada por lâminas horizontais de betão branco, com planos de vidro recuados, num estilo de arquitetura contemporânea.

Os amplos vãos permitem que todos os apartamentos disponham de generosas varandas com vistas para o rio Tejo ou para a colina de Santa Catarina. Os apartamentos apresentam soluções, materiais, acabamentos e equipamentos de elevada qualidade, oferecendo uma experiência de conforto, modernidade e excelência.

As quatro penthouses possuem terraços privativos com piscina e vista panorâmica sobre Lisboa e o Tejo, elevador privado e box de estacionamento com características únicas, equipadas com uma pequena copa, casa de banho e carregador para veículos elétricos.

Link: https://promenadelisbon.com/

Promoção: AM48, Lda

Arquitetura: Frederico Valsassina Arquitetos

Engenharia: Gustavo Moreira dos Santos

Categorias a concurso: Melhor Empreendimento de Construção Nova - Habitação

SERVIÇO DE ACOMPANHAMENTO A CLIENTE COMPRADOR

A compra de casa é um desafio particularmente complexo para a maioria das famílias.

Atentos a essa realidade, formámos e continuamos a formar mais agentes RE/MAX num novo serviço personalizado a compradores.

É um serviço inovador e personalizado em que o comprador é acompanhado por apenas um agente, focado em ajudá-lo a encontrar a sua casa, cumprindo as suas regras, e respeitando as suas necessidade, capacidade e tempo.

A missão do agente RE/MAX é a de representar o comprador, posicionando-se na zona

definida, procurando para além das casas que estão já à venda.

Quando encontra o imóvel e ainda antes da sua visita, o agente verifica a motivação do vendedor, toda a documentação e gere todo o processo de visitas, até a negociação final.

Link: www.remax.pt/procuro-imovel

Categorias a concurso: Inovação na Mediação

SARAIVA DE CARVALHO

O Saraiva de Carvalhos caracteriza-se como uma coleção de moradias de luxo. Um produto do início do Século XX, o edifício engloba o conforto moderno e sofisticado exigido pelo mercado atual, sem sacrificar a beleza da sua fachada histórica. Cada moradia tem dupla finalidade permitindo o uso privado e de comércio ao nível do rés do chão.

Uma característica destas moradias são os jardins privados, espaços interiores repletos de luz e varandas onde o proprietário pode desfrutar de vistas sobre a cidade. O interior é decorado com acabamento e acessórios que asseguram o conforto e a utilidade dos elementos modernos, com bancadas de pedra e soalhos de madeira.

O Saraiva de Carvalho foi construído com o conforto e comodidade em mente. Estas residências com jardim têm estacionamento exclusivo, bem como acesso a uma ampla rede de transportes, incluindo uma série de rotas de autocarros e fácil acesso à autoestrada.

Link: https://reformosa.pt

Promoção: Reformosa

Arquitetura: Samuel Torres de Carvalho

Engenharia: A400 – António Monteiro

Categorias a concurso: Reabilitação e Reconstrução – Habitação; Sustentabilidade – Eficiência Energética

VALRIO I

O Valrio localiza-se junto ao Parque das Nações, na Avenida de Berlim, entre o rio Tejo e o parque Vale do Silêncio. O empreendimento chama a atenção não só pelo design, mas também pela funcionalidade. É constituído por dois edifícios de oito andares, dos quais o Bloco I está já concluído.

Os 100 apartamentos do primeiro bloco vão desde o T1 até ao T4 e contam com áreas entre os 55 e os 257m2. Destacam-se pelos seus interiores modernos, amplos e luminosos, bem como os acabamentos e a certificação energética A ou superior – tudo pensado ao mínimo pormenor sem nunca pôr de lado a funcionalidade. Por outro lado, as varandas permitem apreciar as paisagens exteriores, das quais se evidenciam os melhores pontos de vista sobre o rio Tejo.

Para uma maior comodidade o empreendimento conta ainda com dois espaços comerciais, arrecadações e lugares de garagem na maior parte dos apartamentos. A acessibilidade foi estudada em todos os espaços do projeto, dos públicos aos privados.

Link: https://www.valrio.pt/

Promoção: Solyd Property Developers/Habitat Invest

Arquitetura: Miguel Saraiva

Engenharia: António Afonso / João Fachada

Categorias a concurso: Melhor Empreendimento de Construção Nova – Habitação; Sustentabilidade – Construção/Arquitetura Sustentável; Sustentabilidade – Eficiência Energética

CENTRO INTERPRETATIVO DA CIDADE DE ANGRA DO HEROÍSMO

A cidade de Angra do Heroísmo, na ilha Terceira, nos Açores, está classificada como Património Mundial, pela UNESCO, desde 1983. Repleta de história e de importância para o património material e imaterial português, sentiu-se a necessidade de se encontrar um espaço que explicasse aos visitantes e às novas gerações o legado histórico da cidade. Assim nasceu o projeto do Centro Interpretativo da Cidade de Angra do Heroísmo, que passou numa primeira fase pela recuperação da "Casa dos Pamplonas", um edifício histórico degradado no centro da cidade. O principal objetivo deste edifício é fazer deste o ponto de partida para uma visita à cidade património mundial.

O projeto inclui uma área de intervenção total de 3292m² e o complexo tem capacidade para receber uma exposição permanente e mostras itinerantes, tem um café-concerto e um auditório para cerca de 80 pessoas.

Com a construção do centro interpretativo a cidade ganhou assim um espaço de convívio, exposição e interpretação, daquela que foi a primeira cidade portuguesa a receber a distinção como Património Mundial, pela UNESCO.

Link: https://angradoheroismo.pt/

Promoção: Câmara Municipal de Angra do Heroísmo

Arquitetura: Álvaro Siza Vieira

Engenharia: Carlos Alves

Categorias a concurso: Reabilitação e Reconstrução – Equipamento Público ou Património Cultural

EDIFÍCIO DE ESCRITÓRIOS NO PARQUE DAS NAÇÕES - SEDE AGEAS

Desenvolvido como um projeto 'design and build', o presente edifício, localizado em Lisboa, constitui um novo landmark na cidade. Com um design icónico, esta torre de escritórios tem uma área de construção aproximada de 37.500m2 e 62.5m de altura, 13 pisos acima do solo, dois pisos subterrâneos e várias áreas verdes privativas a diferentes alturas. No piso de cobertura (14º) encontram-se uma área de rooftop.

Ao longo dos diversos pisos encontramos espaços de trabalho contemporâneos, flexíveis, com um design intuitivo e áreas sociais diversificadas e fluidas.

A componente ambiental é também muito importante, com uso eficiente de recursos e soluções construtivas que lhe permitiram obter a classificação BREEAM ‘Excellent’.

Promoção: Grupo Martinhal

Arquitetura: Capinha Lopes Consulting

Engenharia: Nuno Romão

Categorias a concurso: Melhor Empreendimento de Construção Nova – Escritórios; Arquitetura de Interiores – Escritórios; Sustentabilidade – Construção/Arquitetura Sustentável; Sustentabilidade – Eficiência Energética.

AH 1400

A reabilitação do edifício AH 1400, antigo armazém ligado a comércio de peixes congelados, localizado em Matosinhos Sul, surgiu como desafio de conseguir, em poucos meses colocar em funcionamento os escritórios da multinacional Sodexo.

O projeto proposto visou requalificar o edifício, mantendo a sua estrutura e adequando o conjunto ao novo programa. As alterações propostas surgiram como consequência da adaptação necessária do edifício existente aos escritórios. Como tal, foram realizadas demolições de algumas parede, e construção de outras, para permitir a criação dos novos espaços como instalações sanitárias, áreas técnicas, gabinetes e salas de reuniões.

A abordagem de intervenção assentou em três premissas, nomeadamente: a requalificação da fachada principal, a criação de um pátio na parte posterior do edifício de modo a melhorar as condições de luz e salubridade no interior ao nível do Piso 0 e a recuperação do interior do imóvel que incluiu a sua alteração e ampliação.

O piso térreo é constituído por uma área de átrio, espaços de trabalho, gabinetes, salas de reunião, um espaço social e instalações sanitárias. Foi criado uma mezzanine constituída por um sistema misto em lajes pré-fabricadas em betão, apoiadas numa estrutura metálica.

Link: https://www.geoinvestimentos.com/

Promoção: Geo Investimentos - Gestão de Activos Imobiliários S.A.

Arquitetura: Miguel Ribeiro de Sousa - Modular System S.A.

Engenharia: Rui Nuno Salgueiro

Categorias a concurso: Reabilitação e Reconstrução – Escritórios; Arquitetura de Interiores – Escritórios

BROADEN INVESTMENTS

A Broaden Investments foi criada com o objetivo de mediar negócios em três áreas distintas: imobiliário, arte e clássicos, baseada num modelo inovador e diferenciador de mercado. São três áreas que se complementam pelo seu bom gosto, interesse e necessidade de congregar áreas com o mesmo padrão de cliente.

Para isso dispõe de uma equipa que assegura o apoio aos investidores e cria soluções com valor acrescentado.

Link: http://broaden.pt

Categorias a concurso: Inovação na Mediação

CASA DAS LÉRIAS

Edifício cuja construção data da terceira década do século XX, segundo projeto do arquiteto Mário Morais Soares, é tradicionalmente conhecido pela denominação do estabelecimento de doçaria regional que nele esteve instalado, a Casa das Lérias de Alcino dos Reis, tendo-se tornado um local de referência na cidade de Amarante. Localiza-se no centro histórico, integrando o património arquitetónico inventariado, nos termos do PDM de Amarante.

O projeto e obra realizados pretenderam restituir o valor patrimonial existente do edifício, devolvendo-o à cidade e a quem o visita para uso e contemplação. O novo edifício Casa das Lérias foi transformado numa unidade hoteleira com 45 camas e 23 unidades de alojamento, mantendo aberto ao público um espaço destinado a cafetaria/esplanada.

A reabilitação do edifício existente desenvolve-se numa área de implantação de 19200m2 e 1190m2 de área de construção, num total de cinco pisos em que se pode se conta uma piscina exterior aquecida, situada no jardim com cerca de 900m2 virado a sul e com a presença do rio Tâmega aos seus pés.

Link: https://www.casadaslerias.com/

Promoção: Mercan Properties

Arquitetura: Bárbara Abreu, Arquitetos

Engenharia: Luís Costa Pinto – Mercan Properties

Categorias a concurso: Reabilitação e Reconstrução – Turismo

CASA DOS JARDINEIROS

Para a manutenção dos 18 hectares do seu Parque, Serralves, no Porto, conta com uma equipa de jardineiros que produz um trabalho essencial para a conservação de tão emblemática paisagem. Durante muitos anos os antigos edifícios situados junto à Casa de Serralves – onde agora se situa a Casa do Cinema Manoel de Oliveira – foram utilizados como espaço provisório de apoio a esta equipa de jardineiros. Entretanto, acentuou-se a necessidade de encontrar, para esta equipa técnica do Parque, uma solução permanente, necessária ao bom desempenho da função.

Tendo em conta o exposto e o potencial de interação com diferentes públicos, através do desenvolvimento de uma multiplicidade de atividades, afigurava-se de enorme importância proceder-se a uma intervenção qualificadora - adequada à magnificência do património natural - de uma zona do Parque onde existia uma pequena edificação que servia de armazenamento de máquinas e ferramentas utilizadas na manutenção e atividades.

Neste contexto nasceu uma nova valência no Parque de Serralves. Reabilitando um espaço conhecido como Aido surgiu um centro demonstrativo dos utensílios agrícolas e de jardinagem assim como de apoio à equipa de jardinagem que em simultâneo, constitui um fator de relevante interesse arquitetónico.

Link: https://www.serralves.pt/

Promoção: Fundação de Serralves

Arquitetura: Álvaro Siza Vieira

Engenharia: GOP – João Maria Sobreira

Categorias a concurso: Reabilitação e Reconstrução – Equipamento Público ou Património Cultural

CASAL RIBEIRO 37

Com uma estética que oscila entre elementos decorativos geométricos, luxuosos e ecléticos, o conjunto habitacional Casal Ribeiro, em Lisboa, possui uma arquitetura dos finais do século XIX/XX.

O projeto de reabilitação manteve a identidade histórica dos edifícios, transportando a elegância majestosa de outros tempos, até aos dias de hoje. O edifício é composto por 73 apartamentos e três lojas, valorizando o estilo histórico com residências banhadas por luz natural. Neste edifício atemporal em forma de V, quis criar-se um projeto residencial que proporcionasse comodidade e deleite e simultaneamente estivesse em harmonia ao ambiente circundante.

O edifício é dividido em nove pisos com tipologias T1 a T4, dispondo cada fração entre um a três lugares de garagem, tendo uma Área Bruta de Construção de 15.118,2 m2.

Link: https://37casalribeiro.com/

Promoção: Stakecorp

Arquitetura: Miguel Saraiva

Categorias a concurso: Reabilitação e Reconstrução – Habitação

CUF – HOSPITAIS E CLÍNICAS

A CUF é um grupo de saúde privada, composta por hospitais e clínicas espalhados pelo país. No entanto, apesar de providenciar um serviço em rede, cada unidade até então tinha o seu próprio ambiente. O desafio deste projeto foi criar uma identidade única e forte para se sentir em toda a rede.

Este foi um projeto extenso e complexo que durou mais de quatro anos e que envolveu duas unidades, uma responsável pelo design de interiores e outra pela sinalética.

Foi definido um código de cor que ajudasse a identificar as diferentes zonas clínicas, enquanto preenchia as salas com apontamentos de cor, dando mais personalidade. Foram consultados designers de produto portugueses para ajudarem a definir uma coleção de mobiliário contemporâneo, com linhas simples e tons neutros, peças feitas por medida. A maioria dos materiais usados são robustos, de produção nacional e construídos para perdurar.

O produto final não é apenas um melhoramento visual das unidades CUF, mas também uma inovação no modo como o design pode mudar a interação do hospital com o paciente e vice-versa, por um uso mais organizado do espaço.

Link: https://www.p06.studio/pt/

Arquitetura: P06 Studio

Categorias a concurso: Arquitetura de Interiores – Equipamento Público ou Património Cultural

ENGEXPOR – ESCRITÓRIO SEDE LISBOA

A renovação e ampliação do escritório/sede da Engexpor, em Lisboa, teve por objetivo criar um espaço versátil, centrado nas pessoas e em novos modelos de trabalho.

Além de criar mais espaço, tem agora um total de 600m2, e mais postos de trabalho para responder ao crescimento da equipa, o escritório fomenta a interação e a socialização entre os colaboradores. Para isso foram criadas diversas áreas adaptadas às diferentes necessidades de trabalho, proporcionando ambientes acolhedores, confortáveis e com as condições ideais não só para o trabalho individual e colaborativo, mas também para a socialização entre colegas.

O escritório acolhe várias formas de estar e trabalhar, de reunir e de conviver, onde as áreas colaborativas, normalmente mais informais, acabam por se assumir como um espaço central e multifuncional no escritório que tanto podem ser usadas para trabalhar, socializar ou descontrair, estimulando o networking interno e a comunicação.

Link: https://filipafleming-interiordesign.com/

Promoção: Engexpor

Designer: Filipa Fleming

Categorias a concurso: Arquitetura de Interiores – Escritórios

REQUALIFICAÇÃO DA IGREJA DE NOSSA SENHORA DA PENA

A intervenção no castelo de Leiria, monumento nacional, apresentava-se como uma necessidade premente face ao seu estado de conservação e à vontade da autarquia em salvaguardar o seu valor patrimonial, de dimensão cultural, turística e monumental.

A intervenção de requalificação do Castelo de Leiria foi constituída por diversas empreitadas e projetos, entre eles: reabilitação da casa da guarda, reabilitação das cisternas, requalificação do recinto do castelo, arranjos exteriores, incluindo a reabilitação da Igreja de Nossa Senhora da Pena. Essa intervenção incluiu a construção de uma cobertura e pavimento interior, protegendo o edificado e valorizando o património, transformando uma ruína num espaço com valência turística e cultural.

Link: https://www.cm-leiria.pt/

Promoção: Câmara Municipal de Leiria

Arquitetura: Vasco Pinheiro Santos

Engenheiro: Pedro Palma

Categorias a concurso: Reabilitação e Reconstrução – Equipamento Público/Património cultural

EXPERTIMO PORTUGAL

Portugal habituou-se às imobiliárias, tem consultores mais ou menos conhecidos e são pessoas esforçadas cujo objetivo é mostrar ou provar a vendedores e compradores de imóveis o benefício da sua participação na mediação do negócio. Esta intervenção dos consultores, feita de forma profissional, exige um empenho muito elevado, desde a angariação à venda, num corrupio de viagens, organização de documentos, multimédia e planos que passam pelo marketing, direito, notariado, construção, engenharia, comunicação, relações-públicas, psicologia, etc. Feita a venda, a imobiliária para a qual trabalha, recebe a comissão e dá-lhe uma parte desse valor como compensação.

A Expertimo reconhece ser o consultor que tem o mérito e o trabalho maior neste negócio. Apenas disponibilizamos um conjunto de ferramentas importantes para que o consultor possa realizar o seu trabalho, mas apenas isso.

Desde 2018 a Expertimo é a única que devolve 100% das comissões de todas as vendas aos seus consultores, recebendo apenas pela utilização das ferramentas e serviços administrativos disponibilizados, num modelo inovador e humanamente mais justo.

Link: https://www.expertimo.pt/

Categorias a concurso: Inovação na Mediação

KABUKI LISBOA

O espaço do Kabuki Lisboa está desenvolvido em três níveis diferentes e o acesso é feito pelo nível intermédio. No acesso ao restaurante há uma comunicação vertical entre os três níveis mediantes umas escadas e um elevador. Este espaço parte da receção ao intermédio entre a sala superior, chamada de Experience e o bar.

O chão é feito de granito preto flamejado que dá profundidade e contraste entre as paredes laterais, feitas de madeira lacada de alto brilho intercalada com ripas de madeira que revelam os níveis, o corrimão da escada é um elemento sólido e contínuo de madeira de carvalho com corrimão integrado numa só peça e iluminação integrada, criando um interessante jogo volumétrico e movimento entre estes elementos.

No piso inferior foi criada a sala principal com a barra de sushi a dominar este espaço. A estrutura existente está revestida em espelho cinzento para a fazer desaparecer e criar reflexos atraentes com os elementos arquitetónicos, iluminação e mobiliário. Foi criado um espaço sóbrio e elegante brincando com volumetrias limpas e simples acabadas com materiais nobres tais como carvalho, cerejeira, mármore e neolítico em grandes formatos. A barra de sushi, colocada como elemento principal, é destacada por um grande mural que fornece um contraponto colorido para a sobriedade do resto do espaço.

Link: http://www.grupokabuki.com/pt/kabuki-lisboa/carta-lisboa/

Promoção: Kabuki Lisboa

Arquitetura: Maurice Sainz

Engenharia: Tétris/FN Design

Categorias a concurso: Arquitetura de Interiores – Comércio

HILTON PORTO GAIA HOTEL

O Hilton Porto Gaia situa-se na zona histórica de Vila Nova de Gaia. A obra recria a imagem dos antigos armazéns de Vinho do Porto, tendo aberto as suas portas em setembro de 2021.

Este novo hotel de cinco estrelas evidencia toda a sua personalidade à primeira vista, com a traça exterior a fazer lembrar os telhados das tradicionais Caves de Vinho do Porto. Já no interior manifesta-se uma verdadeira ode ao detalhe, numa simbiose perfeita entre o conforto que caracteriza as propriedades que ostentam a marca Hilton e uma arquitetura e design de interiores sofisticados e contemporâneos.

No total o Hilton Porto Gaia ocupa uma área útil de mais de 32 mil m2, divididos por oito pisos e oferece 194 quartos e suítes muito espaçosos e com luz natural, alguns dos quais com vista privilegiada para o rio Douro e centro histórico do Porto.

Link: https://www.hilton.com/en/hotels/opogahi-hilton-porto-gaia/

Promoção: Sabersal - Promoção Turística e Imobiliária, S.A.

Arquitetura: Arq 2525 - Arquitectos Lda

Engenharia: Jacinto José Lopes da Costa Sepúlveda

Categorias a concurso: Melhor Empreendimento de Construção Nova – Turismo

HOTEL NEXT

O Hotel NEXT, a sexta unidade da coleção Savoy Signature, surge como uma unidade de oferta inovadora ao nível de produtos e serviços, comunicação e conetividade. A estratégia de criação do projeto do Hotel NEXT baseou-se na criação de uma oferta para viajantes com as necessidades da geração millennial e hóspedes com uma postura mais jovial.

Tanto os quartos como os espaços públicos são totalmente adaptados aos nómadas digitais, para quem o estilo contemporâneo é fundamental, aliado ao acesso aos serviços que pretendem à distância de um clique ou de uma mensagem escrita.

A arquitetura e o design de interiores são diferenciadores e a criatividade é percetível em todo o interior do espaço que revela algumas colunas e paredes de betão, tetos abertos com acabamento industrial e ainda instalações de arte.

Está estrategicamente localizado na frente de mar do Funchal, perto da marina e porto de cruzeiros e a 20 minutos do aeroporto internacional Cristiano Ronaldo.

Link: https://hotelnext.pt/pt/

Promoção: Grupo AFA/Savoy Signature

Arquitetura: RH+ Arquitetos

Interiores: RH+Arquitetos e Isworkroom

Categorias a concurso: Arquitetura de Interiores – Turismo; Reabilitação e Reconstrução – Turismo

THE EDITORY RIVERSIDE SANTA APOLÓNIA HOTEL

Desenvolvido num dos edifícios mais emblemáticos da cidade de Lisboa, a Estação Ferroviária de Santa Apolónia, o conceito do hotel foi desenvolvido de forma a ultrapassar a própria fonte de inspiração para que o mesmo adquira autonomia e vida própria.

Num traço comum a toda a obra procurou-se enfatizar formas, cores, espaços e áreas em sintonia com a fonte de inspiração, conferindo a todo o projeto uma uniformidade constante, no qual o bem-estar, equilíbrio e um elevado padrão de funcionalidade são elementos privilegiados.

A intervenção na Estação Ferroviária de Santa Apolónia decorreu da necessidade de realizar obras de conservação e da oportunidade criada com a instalação de novos usos nos pisos superiores do edifício, com uma Área Bruta de Construção de 7.254,5 m2, nomeadamente a instalação do Estabelecimento Hoteleiro com classificação de Hotel e categoria de cinco estrelas, na ala nascente e pisos superiores do corpo central da Estação de Santa Apolónia.

Foi efetuada uma extensa análise histórica e patrimonial do local, permitindo assim que o estudo desenvolvido respeitasse o edificado existente e permitisse valorizar o património construído e imaterial presente na Estação Ferroviária de Santa Apolónia.

Link: https://www.editoryhotels.com/riverside-apolonia-lisboa/

Promoção: Sonae Capital

Arquitetura: Miguel Saraiva

Fiscalização: DDN

Categorias a concurso: Reabilitação e Reconstrução – Turismo

LIVENSA LIVING LISBOA CIDADE UNIVERSITÁRIA

A residência proporciona as melhores condições para que os estudantes se sintam “Just like home, but better”. Com 518 unidades ao longo de 13 pisos, dispõe de várias soluções sustentáveis de acordo com as preocupações ambientais - painéis solares, sensores de presença, revestimento exterior em rede ou iluminação do edifício por LEDs de alta eficiência, entre outros. Para as fachadas e interior a Livensa Living apostou na arte urbana, pela autoria da criatividade de artistas locais.

As cores, texturas e materiais aplicados e a decoração/mobiliário escolhido, tanto para as áreas comuns como para os quartos, marcam o ambiente. O resultado é uma residência com um ambiente irreverente, inspirador e multicultural, totalmente adaptado às necessidades e vivências da nova geração e com espaços distintos e inovadores – salas de estudo, área de jogos, biblioteca, cinema e sala multimédia, sala de yoga, parede de escalada, ginásio, terraço panorâmico com piscina infinita e salas de jantar privadas. Foi aqui criado um conceito disruptivo que combina diferentes fatores que enriquecem a vida, trabalho e lazer dos estudantes.

Link: https://www.livensaliving.com/pt/residencias-estudantes-lisboa/

Promoção: Temprano Capital Partners

Arquitetura: Bernardo Durão Arquitectos

Interiores: Reify.

Engenharia: A400 – Cândido Monteiro

Categorias a concurso: Arquitetura de Interiores – Habitação

MGC 720

O projeto MGC 720 é o desenvolvimento de um conjunto habitacional composto por 13 unidades de habitação de tipologias variadas e uma moradia, organizadas em condomínio fechado e com ambientes diferenciados. Está localizado no Porto.

Link: https://www.vogue-homes.com/index.php/pt/portfolio/mgc-720

Promoção: Vogue Homes

Arquitetura: Correia/Ragazzi Arquitetos

Engenharia: Pedro Borges

Categorias a concurso: Melhor Empreendimento de Construção Nova – Habitação

PORTO BUSINESS PLAZA

A transformação do antigo Central Shopping, no Porto, de um espaço devoluto num renovado epicentro de serviços e escritórios, dinâmico, atraente e vanguardista, constitui mais um passo no processo de revitalização da área oriental da cidade com um forte impacto económico e social na zona.

Esta intervenção permitiu transformar um espaço abandonando e fortemente vandalizado num projeto com potencial económico robusto que possibilitou a criação de centenas de novos postos de trabalho, aliado à componente social, com a inserção de novos espaços verdes e de lazer na Invicta.

A reconversão do empreendimento com uma área bruta total de 17 mil m2, na sua maioria open space, em dois pisos, possibilitou a instalação de diversas entidades que ocupam áreas de dimensão variável, no limite até 6,8 mil m2 num único piso.

Existem ainda mil m2 para retalho e um espaço polivalente com 3,5 mil m2.

Através de uma intervenção paisagística na praceta adjacente ao campo 24 de Agosto, o empreendimento passa a contar com espaço verdes e de lazer de acesso público, bem como um novo acesso ao terminal rodoviário.

Promoção: Ciagest, Imobiliária e Gestão S.A.

Arquitetura: Alexandre Burmester

Engenharia: André Filipe Ferreira

Categorias a concurso: Reabilitação e Reconstrução - Escritórios

UNIQUE BELÉM

Numa das zonas mais altas e nobres de Belém, em Lisboa, o empreendimento Unique Belém está situado entre o Palácio de Belém e o Palácio Nacional da Ajuda. A localização privilegiada e a envolvente do património conferem-lhe um estatuto único e distinto.

Os 57 apartamentos estão distribuídos em seis edifícios de quatro pisos, separados por um jardim privativo com piscina, em tipologias T1 a T5. Os apartamentos do último piso são T3 e T5 com suites, terraço panorâmico, com piscina privativa e deck na cobertura. É um condomínio privativo para pessoas de estilo de vida moderno que procuram a calma e a exclusividade. Todos os detalhes foram cuidadosamente considerados para criar amplos espaços que ultrapassam expetativas. As linhas direitas da fachada com azulejos da Viúva Lamego acompanham três tonalidades de azul e cinza formando uma palete de cores contemporâneas que criam um ambiente requintado e sofisticado.

Link: https://libertas.pt/property/unique-belem/

Promoção: Grupo Libertas

Arquitetura: Frederico Valsassina

Engenharia: Jorge Gomes

Categorias a concurso: Melhor Empreendimento de Construção Nova - Habitação

RESTAURO DA CASA DE SERRALVES

Visitar a Casa de Serralves, no Porto, é fazer uma viagem no tempo: este exemplar único da arquitetura Art Déco remonta aos anos 30 do século XX. Com grande rigor decorativo e qualidade de materiais a casa teve na sua génese a intervenção de nomes significativos da época como Marques da Silva, Charles Siclis, Jacques Émile Ruhlmann, René Lalique e Edgar Branda.

Este projeto de reabilitação e conservação assumiu como premissa assegurar a total integridade do edifício e teve como objetivos, nomeadamente, dotar a casa de melhores condições para acolher visitantes, em particular pessoas com mobilidade reduzida, ao mesmo tempo renovar estruturas e revestimentos, tornando o edifício energeticamente mais eficiente e alcançando o ambiente museológico necessário para acolher importantes exposições, como as da Coleção Miró, propriedade do Estado Português, à guarda do Município do Porto, e em depósito na Fundação de Serralves. Esta intervenção em tão emblemático edifício e que é Monumento Nacional e que integra a rede internacional Iconic Houses constituiu um fator de enorme atratividade junto de quem, no país e no Mundo, se interessa por arquitetura e arte, com inequívoco impacto do ponto de vista cultural e turístico.

Link: https://www.serralves.pt/

Promoção: Fundação de Serralves

Arquitetura: Álvaro Siza Vieira

Engenharia: GOP – João Maria Sobreira

Categorias a concurso: Reabilitação e Reconstrução – Equipamento Público/Património Cultural; Reabilitação e Reconstrução - Turismo

PRÉDIO NA RUA DOS DOURADORES

O prédio histórico na rua dos Douradores, 96-104, propriedade da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, situa-se na baixa pombalina e oferece à cidade quinze espaços de habitação e seis de comércio, respeitando a memória do passado e inovando com o conhecimento e melhores práticas de arquitetura dos dias de hoje. Desta obra de referência no centro da capital resulta um aumento no número de frações habitacionais disponíveis que passaram de oito para quinze e mais um espaço comercial, perfazendo um total de seis.

As frações agora disponíveis para arrendamento oferecem uma área que varia entre os 41 e os 69m2. Foi levada a cabo uma profunda reabilitação que manteve as fachadas, a caixa de escadas e algumas paredes resistentes interiores e permitiu dar nova vida ao edifício de gaveto, quase devoluto, que apenas tinha uma loja ocupada.

Legado do benemérito Alexandre da Silva, o imóvel do início do século XIX, com 216m2 de área de implantação e de área bruta 1163m2, era destinada a rendimento, por via de arrendamentos. Como este edifício integra uma área histórica, a baixa pombalina, tem singularidades e qualidades importantes que foram preservadas, salvaguardando o valor cultural e patrimonial que estas representam.

Link: https://www.scml.pt/

Arquitetura: Arquitetos Associados

Engenharia: Anorte – Construção e Engenharia, Lda

Categorias a concurso: Reabilitação e Reconstrução – Habitação; Reabilitação e Reconstrução – Escritórios; Reabilitação e Reconstrução – Comércio

DUQUE 70

O Duque 70 refere se a uma intervenção em quatro edifícios no centro de Lisboa. Três localizados na Rua de Andaluz e um na Avenida Duque de Loulé, tendo-se realizado a reconstrução dos três primeiros e a reabilitação do último, reconfigurando-os para 53 habitações com tipologias T0, T1, T2 e T3.

A intervenção abrangeu um terreno com uma área de 2.097m2, uma Área Bruta de Construção de Habitação de 6.522m2, uma área Bruta de Construção Total de 10.800m2 com Habitação e Estacionamento e um Logradouro com uma Área de 831m2.

Link: https://duque70.com/

Promoção: Habitat Invest

Arquitetura: Santa Rita & Associados

Engenharia: Paulo Jorge Gonçalves Osório

Categorias a concurso: Reabilitação e Reconstrução – Habitação

EDIFÍCIO ESCARPA

O edifício Escarpa, de habitação plurifamiliar, é constituído por 15 frações de tipologias que vão do T2 ao T4. De arquitetura contemporâneo, é um edifício único, numa localização singular em Leiria. Apresenta grandes varandas, com amplos vãos e exposição solar nascente/poente.

Cada apartamento espelha uma seleta aplicação de materiais com acabamentos premium, uma constituição moderna de elevada qualidade, onde se privilegia a vista, a localização e os acessos.

Link: https://www.casimiroecoelho.com/vendas/edificio-escarpa-_-quinta-do-taborda-leiria

Promoção: Casimiro&Coelho, Lda

Arquitetura: Arquitetos Freire de Oliveira

Diretor de Obra: Maria José Freire

Categorias a concurso: Melhor Empreendimento de Construção Nova – Habitação; Arquitetura de Interiores – Habitação; Sustentabilidade – Eficiência Energética.

THE EMERALD HOUSE - LISBON

Situado na rua das janelas verdes, num dos bairros históricos mais emblemáticos de Lisboa, o projeto do primeiro hotel curio collection by Hilton em Portugal contemplou duas intervenções diferenciadas, ligadas entre si. Por um lado a recuperação com remodelação interior do edifício existente, por outro, a criação de um novo edifício no hiato urbano. Estas duas edificações constituem um conjunto arquitetónico que se afirma como um todo, unificando funcional e formalmente dialogante.

A métrica e a proporção dos vãos, o vidrado cerâmico do azulejo e a pedra lioz são os elementos conjugados que sustentam a abordagem contemporânea, porém consistente com a materialidade e a cadência da envolvente, em linha com uma opção estratégica pela continuidade e equilíbrio.

A estrutura apresenta-se fluída no acerto de soluções por materiais e cores suaves, reforçando a unidade do conjunto, tendo um especial cuidado na relação entre a solução arquitetónica proposta e a envolvente urbana próxima, procurando-se uma solução integrada.

Com um perfil de boutique hotel, possui 67 unidades de alojamento.

Link: https://www.hiltonhotels.com/pt_BR/portugal/the-emerald-house-lisbon/

Promoção: GoldenFlamingo, lda

Arquitetura: Saraiva & Associados

Categorias a concurso: Reabilitação e Reconstrução – Turismo; Arquitetura de Interiores – Turismo

TECNOLOGIA LEAD.ERA - SERVIÇO "ACELERADOR DIGITAL ERA"

Em 2021 o marketing digital na ERA tornou-se acessível a todos. Esta democratização local surge com a tecnologia Lead.ERA, uma ferramenta de criação de anúncios e segmentação automática, desenvolvida pela Marketer Technologies, totalmente integrada nos sistemas ERA e adaptada à realidade local de cada Agência ERA.

Sem necessidade de gestão local, esta tecnologia permite criar vários anúncios com um único clique, otimizados para a conversão e com uma imagem uniformizada em todo o país. Além de um relatório com KPIs atualizados em tempo real e preparadas para a partilha com o proprietário, cada campanha gera ainda uma campanha de angariação através da mais famosa mensagem da marca em Portugal: já ERA.

O sucesso de alcance e conversão de clientes depende não da perícia local, mas do volume total de dados e constante otimização da tecnologia autotargeting; os resultados confirmam as expetativas e superam os de qualquer ‘website’ ou agregador, com uma média de 40.000 visualizações por campanha, 2.000 cliques e uma taxa de leads qualificadas superior a 50%. Quem ganha é o cliente ERA a quem é garantido um serviço premium de promoção da sua casa no digital e uma venda ainda mais rápida e pelo melhor preço.

Link: www.era.pt

Categorias a concurso: Inovação na mediação

ESTORIL VILLAS

O Estoril Villas localiza-se no centro do Estoril, na Avenida Dom Nuno Álvares Pereira, uma zona com uma vasta densidade habitacional.

O empreendimento reúne nove moradias, de tipologias T3 e T4, num lote encerrado num condomínio privado.

Link: https://estorilvillas.com/

Promoção: Habitat Invest

Arquitetura: António Nunes da Silva

Categorias a concurso: Melhor Empreendimento de Construção Nova - Habitação

FÁBRICA 21

O projeto de arquitetura do Fábrica 21 pretendeu dar uma nova vida à antiga fábrica de torrefação de café da Rua Nova do Loureiro, procurando-se não só preservar a fachada, como também recuperá-la como elemento preponderante da imagem do novo edifício. Não só pelo seu evidente valor arquitetónico, mas também pela memória que evoca da identidade do edifício industrial que remonta para uma atividade que atualmente desapareceu por completo nesta zona da cidade de Lisboa.

O Fábrica 21 distribui pelos seus oito pisos 12 espaçosos apartamentos de tipologias T2 a T4, com áreas brutas variando entre 120m2 e 350m2, inseridos numa arquitetura simples e elegante. Todos os apartamentos são servidos de lugares de estacionamento privativo em dois pisos de garagem abaixo do solo, os quais contam ainda com arrecadações individuais.

A cuidadosa recuperação do edifício tem em consideração a singularidade da sua localização, tirando partido da vista desafogada para a cidade de Lisboa e para o rio Tejo, nos pisos superiores, fazendo do Fábrica 21 um lugar único para quem quer morar numa das zonas mais sofisticadas e trendy de Lisboa, sem abdicar do conforto e tranquilidade.

Link: https://squareview.pt/

Promoção: Squareview

Arquitetura: Manuel Aires Mateus

Engenharia: Manuel Andrade

Categorias a concurso: Reabilitação e Reconstrução – Habitação

HABITAÇÃO JOVEM - QUARTEIRÃO DO LARGO DA BOAVISTA EM OEIRAS

Esta intervenção enquadra-se no “Programa Habitação Jovem nos Núcleos de Formação Histórica” do Município de Oeiras, que visa a recuperação de edifícios degradados e devolutos para o arrendamento a jovens do Concelho.

Este conjunto, denominado por "Quarteirão do Largo Boavista" está situado na entrada Sul do Centro Histórico de Oeiras, junto ao Palácio e Jardins do Marquês de Pombal e aos Paços do Concelho, composto por quatro edifícios que envolvem um pátio interior, com uma área de lote de 570m2, implantação de 410m2, área bruta de construção após reabilitação de 850m2 e um logradouro/pátio com 160m2. Os quatro edifícios apresentavam características semelhantes, fachadas em alvenaria de pedra, cércea de dois pisos e coberturas de três/quatro águas, compondo quatro frações habitacionais, duas de serviço, uma loja e duas arrecadações que se encontravam em mau estado de conservação.

Neste sentido e considerando a pouca funcionalidade da compartimentação existente, optou-se pela manutenção e reabilitação das fachadas principais e adaptação do interior para as condições atuais de conforto habitacionais, direcionando para jovens, criando-se um T0, sete T1 e um T2 e mantendo-se um espaço comercial com zona de esplanada. Assim, o Município procura promover a reabilitação do edificado e a revitalização do tecido social.

Link: https://www.oeiras.pt

Promoção: Câmara Municipal de Oeiras

Arquitetura: Ana Rocha e Vítor Soares

Engenharia: João Cruz

Categorias a concurso: Reabilitação e Reconstrução – Habitação

INDULGENT

O Indulgent é um edifício situado na Foz, no Porto, na primeira linha mar, que esteve entregue ao abandono desde a década de 90. Urgia a sua recuperação, quer pelos traços arquitetónicos da moradia, quer pela zona emblemática onde se encontra.

Foi utilizada criatividade nesta recuperação, inovação e procedeu-se à preservação dos vestígios de ruína, enquanto se conferiu a esta moradia os padrões de qualidade e conforto da atualidade, nomeadamente com o recurso à domótica.

A ruína encontrava-se coberta de heras e o azul do mar, fundindo-se com o azul do céu, inundava o seu interior através dos vãos rasgados, proporcionando um espetáculo de cores, luzes e sombras de singular beleza.

Link: https://indulgent.pt/

Promoção: Sarcol, Gestão de Investimentos Imobiliários, SA

Arquitetura: José Carlos Cruz, Arquitetos

Engenharia: Joaquim Lopes (LAIII)

Categorias a concurso: Reabilitação e Reconstrução – Turismo; Arquitetura de Interiores – Turismo; Sustentabilidade – Construção/Arquitetura Sustentável

MAIVAS IMOBILIÁRIA PORTUGAL

A Maivas Imobiliária Portugal apresenta a sua plataforma online. Fruto do seu crescimento e preocupação em servir a melhor solução para o potencial cliente, sentimos a necessidade de adaptar os nossos canais para um maior número de pessoas, independentemente da sua condição física.

Para isso preparamos o nosso novo ‘website’ com mecanismos de acessibilidade que permite aos utilizadores com limitações visuais navegarem e encontrarem o imóvel dos seus sonhos de forma mais fácil e sem limitações.

Link: https://maivas.com/

Categorias a concurso: Inovação na Mediação

REABILITAÇÃO DO MERCADO MUNICIPAL DE PONTE DE SOR E DA ZONA ENVOLVENTE

A manutenção e reabilitação de parte do edifício original, confinante com a Praça da República e ampliação da parte confinante com o parque da fonte. Revisão do alçado principal, garantindo uma melhor relação com os espaços e a praça da república e promovendo a sua dinamização e interligação com a cidade. O alçado posterior, confinante com o parque da fonte, mais conceptual, procurou conjugar a construção com um enquadramento paisagístico temático e natural. Temático, porque em conjugação com o arranjo paisagístico desenvolvido, realça a muralha histórica e natural, porque sobre esta muralha pousa um volume simples e abstrato que conjuga com a naturalidade do parque da fonte. Esta é a fachada da cidade, visível ao atravessar a ponte: um gesto contemporâneo sobre uma pré-existência histórica parcialmente recriada que é o miradouro para o parque e para o rio.

A intervenção paisagística, além do parque da fonte, localizado na várzea da ribeira do sor, inclui a praça da república. Na praça, a intervenção e a densificação arbórea definidas procuraram o conforto bioclimático da área e a sua manutenção como palco privilegiada para uso quotidiano, assim como para efémeros. No parque procurou-se investigar as relações entre a antiga várzea do rio, o parque ribeirinho existente a montante, a ponte oitocentista e o centro histórico da cidade.

Link: https://www.cm-pontedesor.pt/

Promoção: Câmara Municipal de Ponte de Sor

Arquitetura: João Correia Monteiro e Baldios Arquitetos Paisagistas

Engenharia: Raul Serra, Nuno Medina, Miguel Ministro

Categorias a concurso: Reabilitação e Reconstrução – Equipamento Público ou Património Cultural; Espaço Público – Espaço Verde/Urbanismo

REABILITAÇÃO DO MERCADO MUNICIPAL DE VILA NOVA DE FAMALICÃO

Inaugurado a 21 de setembro de 1952 a construção do mercado municipal de Vila Nova de Famalicão teve um duplo objetivo, por um lado o de descongestionar o antigo campo da feira, a atual praça D.Maria II e, por outro, tornar esse espaço mais agradável e com melhores condições de higiene. Depois de um período áureo o mercado apresentava-se à data da intervenção como um espaço obsoleto e sem uma dinâmica capaz de atrair novos e diversificados consumidores.

A intervenção sobre o Mercado Municipal de Vila Nova de Famalicão visou a sua reabilitação, tendo como premissa a valorização do seu caráter arquitetónico e a melhoria das condições existentes. Deste modo, além da intervenção sobre o edifício existente, foi construído um novo corpo em estrutura metálica, garantindo a capacidade de atender às necessidades do mercado permanente e cíclico e ainda permitir a abertura de uma nova frente urbana para a avenida Marechal Humberto Delgado e Praça Mouzinho de Albuquerque. O revestimento deste novo corpo garante o sombreamento e impermeabilização do espaço e tem como referência o módulo triangular do torreão preexistente, como meio para uma maior integração na envolvente.

Link: https://www.cm-vnfamalicao.pt/

Promoção: Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão

Arquitetura: Rui Mendes Ribeiro

Engenharia: Gepectrofa

Categorias a concurso: Reabilitação e Reconstrução – Equipamento Público ou Património Cultural

ONE RIVER

Localizado no Seixal, na primeira linha mesmo em frente ao rio com Lisboa no horizonte, o One River na Quinta da Trindade é um condomínio privado voltado para o mar da palha.

Este condomínio fechado destaca-se pela exposição ao rio e vistas de Lisboa e surpreende pelos seus padrões de qualidade, cativando pelo seu ambiente elegante e exclusivo.

Link: http://www.oneriver.com.pt/

Promoção: Libertas/Norfin

Arquitetura: Fernando Carona

Engenharia: Bruno Pernas

Categorias a concurso: Melhor Empreendimento de Construção Nova – Habitação

MONUMENTAL

O Monumental, situado no Saldanha, em Lisboa foi alvo de uma remodelação completa. Integra seis pisos de cave, sendo a primeira cave, em conjunto com o piso térreo, destinados ao uso comercial e onde o centro comercial foi convertido numa grande loja com acesso direto da rua. Os doze pisos acima do solo são destinados a escritórios e o cinema ocupa parte dos dois primeiros pisos. Os escritórios beneficiam de dois átrios distintos, tendo agora um sentido de chegada de maior nobreza e destaque com duplo pé-direito e revestidos com materiais nobres e que transmitem conforto à chegada dos utilizadores.

Uma das principais alterações do edifício foi a fachada, completamente redesenhada para trazer a ‘cara’ do edifício de volta para a atualidade. A geometria da fachada foi simplificada, eliminando os cantos curvos no topo do edifício, tornando a volumetria mais simples, nobre e elegante. Do ponto de vista tecnológico trata-se de uma fachada ativa, fazendo com que o edifício seja mais eficiente do ponto de vista térmico e acústico, sem retirar entrada de luz para os espaços interiores de escritórios e mantendo a premissa da transparência.

A remodelação do edifício Monumental traz de volta a sua identidade e carácter para a Praça Duque de Saldanha, com uma nova, elegante, equilibrada e reinventada versão de si mesmo.

Link: https://www.merlinproperties.com/en/

Promoção: Merlin Properties - MP Monumental S.A.

Arquitetura: Broadway Malyan

Engenharia: Nuno Pereira

Categorias a concurso: Reabilitação e Reconstrução – Escritórios; Sustentabilidade – Construção/Arquitetura Sustentável

ROSSIO 93

Situado entre a romântica avenida da liberdade e a charmosa baixa pombalina, a praça D. Pedro IV é uma das mais bonitas e icónicas de Lisboa e o projeto Rossio 93 veio contribuir para a renovação desta mesma praça. O edifício é um marco de arquitetura e planeamento urbano português do século XVIII, construído entre 1764 e 1783, após o terramoto de 1755.

O Rossio 93 é constituído por seis pisos com uma área de construção aproximada de 2200m2. A intervenção realizada visou reabilitar e adaptar o edifício destinado à habitação e comércio. Toda a fachada original foi recuperada de modo a respeitar os traços pombalinos que a caracterizam, com cantarias em lioz amarelo, telha de canudo, vãos em madeira pintados a branco, molduras e gradeamentos metálicos em tom verde-escuro. A cobertura foi totalmente reabilitada mantendo o desenho, cércea e volumetria.

Link: https://www.stonecapital.pt

Promoção: Stone Capital

Arquitetura: Intergaup

Engenharia: José Vitorino Silva

Categorias a concurso: Reabilitação e Reconstrução – Habitação; Arquitetura de Interiores - Habitação

ESCRITÓRIO RFF & ASSOCIADOS

A nova sede da RFF & Associados na emblemática Avenida da Liberdade envolveu a conceção arquitetónica dos interiores e estruturação funcional dos novos escritórios. Como princípio base definiu-se uma correspondência de tipos de funções pelos dois pisos da RFF, em espaços de trabalho no piso inferior e piso de acolhimento, receção, reuniões e administração no piso superior.

Indo ao encontro do ‘branding’ desta firma, apostou-se numa palete de cores e materiais que refletissem os valores do escritório, que se traduzem na conjugação da madeira, do branco ou dos apontamentos em aço corten. Um dos espaços marcantes que denota esta intenção é a zona de receção, parede curvilínea com ripado branco e teto com sanca para efeito lumínico sobre este revestimento. Como elemento de “rotura” com a linha arquitetónica de sobriedade, comum a todos os espaços de circulação, trabalho e reunião, criou-se uma zona de pausa na copa/logradouro exterior com um ambiente mais descontraído por se tratar de um espaço de partilha e convívio entre colaboradores.

Link: www.pedrocarrilho.pt

Promoção: RFF & Associados

Arquitetura: Pedro Alegria Carrilho

Categorias a concurso: Arquitetura de Interiores – Escritórios

EDIFÍCIO GREEN PARK

Este projeto centrou-se na reconversão das zonas comuns do edifício Green Park, edifício de escritórios da cidade de Lisboa. As sucessivas intervenções feitas ao longo do tempo, principalmente no lobby, levaram não só a uma descaracterização do edifício como a um desajuste relativamente às novas tendências.

A principal ideia assentou na intenção de transformar o piso de entrada em algo mais do que uma simples receção. Procurou-se dinamizar esta grande área, através da introdução de diversas funcionalidades e novos ambientes.

Além de uma nova receção passou a haver espaços de estar e uma gama de serviços partilhados, no conceito work café, como anfiteatros, salas de reunião e áreas de trabalho colaborativo. Nos halls de elevadores dos restantes pisos atribuiu-se um ambiente moderno com uma sinalética que não deixa margem para dúvidas. Optou-se por materialidades neutras, em tons de preto e bege que vão de encontro aos padrões cromáticos base do edifício – a pedra mármore. A inserção de elementos naturais como madeiras, paredes vegetais e plantas aumentam a sensação conforto e qualidade do ambiente espacial. Com o intuito de proporcionar um carácter único e distinto ao edifício, propõe-se a inclusão de painéis de arte urbana nas zonas comuns.

Link: https://www.savills.pt

Promoção: Condomínio do Edifício Green Park Lote A

Arquitetura: Savills Portugal Consultoria

Engenharia: Savills Portugal Consultoria

Categorias a concurso: Arquitetura de Interiores - Escritórios

SEDE E LABORATÓRIO DA SGS PORTUGAL

As instalações do Grupo SGS em Portugal, de inspeção, verificação, ensaios laboratoriais, formação e certificação, abrangem um centro global de competências e laboratórios com mais de 2.000m2, contando com um Hub para a Inovação, Tecnologia e Conhecimento.

Os laboratórios fazem parte de um centro de excelência global, concentrando cientistas, investigadores e especialistas de várias áreas. O edifício é constituído por três pisos acima do solo e dois pisos abaixo do solo, tendo uma Área Bruta de Construção de 7.451m2.

A imagem exterior reflete um edifício num estilo moderno de linhas sóbrias e soluções contemporâneas na sua materialidade, utilizando grandes superfícies envidraçadas numa composição equilibrada de volumes e vãos, interrompidas por várias lâminas horizontais que delimitam e contornam todo o conjunto edificado.

Link: https://www.sgs.pt/

Promoção: SGS e Promoquali – Promoções Imobiliárias, Lda.

Arquitetura: Miguel Saraiva

Categorias a concurso: Melhor Empreendimento de Construção Nova – Escritórios

AMPLIAÇÃO E RECUPERAÇÃO DA SOCIEDADE FILARMÓNICA FRATERNIDADE DE CARNAXIDE

A presente intervenção urbana refere-se à reabilitação e ampliação de um edifício que se encontrava devoluto, no âmbito dos equipamentos públicos.

Considerando o mau estado de conservação do interior dos edifícios e a pouca funcionalidade da compartimentação existente, optou-se pela manutenção e reabilitação das fachadas principais e adaptação do interior com nova compartimentação, mantendo a localização da entrada e salão principal.

O projeto apresenta dois elementos formais arquitetónicos distintos. No edifício novo estão os serviços administrativos, cafetaria, biblioteca e as instalações sanitárias. A cafetaria no piso térreo com esplanada no pátio. No edifício de “transição” está a entrada principal da construção nova.

No piso 0 encontram-se as novas instalações sanitárias que servem a área administrativa, o núcleo de escadas público e o elevador.

A reabilitação deste conjunto edificado, localizado na entrada sul de Carnaxide no início da Rua 5 de Outubro, 6 e 8, contemplou a criação de um equipamento sócio cultural, com salão de espetáculos com palco e zonas técnicas para atores e músicos, museu, salas de aulas de música, cafetaria e dois pátios exteriores multifunções, com áreas generosas e acabamentos nobres.

Link: https://www.oeiras.pt

Promoção: Câmara Municipal de Oeiras

Arquitetura: António Abreu

Engenharia: João Cruz

Categorias a concurso: Reabilitação e Reconstrução – Equipamento Público ou Património Cultural

REABILITAÇÃO DO ANTIGO EDIFÍCIO DO TEATRO JORDÃO E GARAGEM AVENIDA

Teatro Jordão, assim é conhecido o edifício construído nos anos 30 que corresponde programaticamente ao típico dos cineteatros, possibilitando a realização de peças teatrais e fornecendo espaço para o cinema, introduzindo um dos itens da modernidade em contextos urbanos muito incipientes.

A preservação do património está ligada a um critério de utilidade, aceitando que a reconversão funcional do edifício supõe a sua transformação. O programa comporta também a reabilitação do edifício Autogaragem Avenida, edifício da mesma época, que se traduz na sua fachada principal num dos melhores exemplos de uma estética art deco, construídos em Guimarães.

O novo programa Escola de Artes Performativas, Artes Visuais, Escola de Música e um auditório resultante da reconversão da sala do Teatro Jordão, dividido por entidades autónomas, com atividades similares, mas independentes, foi decisiva para o novo desenho do edifício.

Link: http://cm-guimaraes.pt

Construção: Consórcio Costeira

Arquitetura: Pitágoras Group

Engenharia: Município de Guimarães

Categorias a concurso: Reabilitação e Reconstrução – Equipamento Público ou Património Cultural

HABITAÇÃO JOVEM – EDIFÍCIO VILLA LONGA EM PAÇO DE ARCOS

O Edifício Villa Longa, de 1919, pode considerar-se um dos mais significativos do concelho de Oeiras pela sua presença no território, valor arquitetónico e como único exemplar de memória urbanística de uma Nova Paço de Arcos que não se chegou a concretizar. Com 2300m2 as tipologias adaptadas ao novo programa para habitação jovem resultaram em 32 fogos, nomeadamente 18 T1 e 14 T0.

O programa habitação jovem dinamizado e desenvolvido pela Divisão de Reabilitação Urbana surgiu com o intuito de combater o cenário de desertificação dos núcleos antigos do concelho, procurando promover a recuperação do parque edificado e revitalizar o seu tecido social. Nesse sentido, o programa consiste essencialmente na aquisição de imóveis inseridos em núcleos de formação histórica que se apresentem em mau estado de conservação, devolutos e com qualidade arquitetónica, com o intuito de promover a sua reabilitação, com tipologias pequenas (T0, T1 e T2), com vista ao seu posterior arrendamento a jovens com idades até aos 35 anos para inscrição e possível permanência até aos 40 anos.

Link: https://www.oeiras.pt/

Promoção: Câmara Municipal de Oeiras

Arquitetura: Nuno Couto

Engenharia: João Cruz

Categorias a concurso: Reabilitação e Reconstrução – Habitação

WHITE SHELL BEACH VILLAS

Este eco-resort, localizado na Senhora da Rocha, fica a curta distância das melhores praias, campos de golfe, restaurantes e principais atrações do Algarve. O aeroporto internacional fica a 45 minutos.

O White-shell é um aldeamento sem carros e amigo das bicicletas, composto por 55 apartamentos de design contemporâneo, mas integrando materiais tradicionais da região. No exterior conta com extensas áreas verdes e instalações comuns como piscinas interiores e exteriores, campos polidesportivos, de padel, spa com ginásio, serviços de receção e concierge. Tudo isto inspirado por uma sustentabilidade, responsabilidade e preocupação ambiental.

Link: https://www.whiteshellbeachvillas.com/

Promoção: Vanguard Properties

Arquitetura: Saraiva&Associados

Engenharia: Nelson Conceição

Categorias a concurso: Melhor Empreendimento de Construção Nova – Turismo; Sustentabilidade – Construção/Arquitetura Sustentável

PHOTOBOOKING BY WHITEBALANCE

O Photobooking é um projeto digital que permite através de uma app personalizada, por exemplo, bpiexpressoimobiliario.photobooking.com, uma rede imobiliária possa disponibilizar todos os serviços de produção multimédia aos seus consultores.

A partir do CRM criado de raiz para gerir toda a informação da Whitebalance, atualmente com mais de 25 mil sessões fotográficas realizadas a nível nacional, alguns clientes mostraram interesse em poder promover o serviço como algo interno em vez de uma recomendação de uma empresa externa à sua organização.

Agora através deste movo marketplace, a mesma equipa que produz os conteúdos para o segmento de luxo através da marca whitebalance, produz também diretamente em nome das marcas de todos os segmentos, independentemente de se tratar de um ‘single’ office ou uma rede com dezenas de agências e centenas de consultores.

Link: https://whitebalance.pt/

Categorias a concurso: Inovação na Mediação

CRYPTOHOUSES.PT BY ZOME

Cryptohouses é o primeiro portal europeu de uma rede imobiliária que lista imóveis integralmente em criptomoeda. No novo site desenvolvido pela Zome, é possível consultar todas as informações sobre imóveis disponíveis para permuta com ativos virtuais, os respetivos valores de transação convertidos nos vários criptoativos e solicitar visitas. Este é mais um passo para a mediadora 100% portuguesa neste novo segmento do mercado depois de em conjunto com a sociedade de advogados Antas da Cunha ECIJA, ter montado a primeira escritura pública de permuta de um apartamento em criptoativos na Europa, sem necessidade de conversão para euros antes do ato da escritura.

Todos os negócios que decorrem a partir do novo portal serão acompanhados por especialistas do departamento de crypto negócios, criado pela Zome para assegurar toda a componente processual e legal das transacções e todos os passos do processo de permuta de uma casa em criptoativos. O compliance legal de origem dos fundos ativos segundo os requisitos legais em vigor, será assegurado pela sociedade de advogados Antas da Cunha ECIJA. O site terá também ativo um centro de atendimento, via email ou telefone, com consultores especializados da Zome disponíveis para esclarecer todas as dúvidas.

Link: https://cryptohouses.pt/

Categorias a concurso: Inovação na Mediação