Parlamento

Tensão no Parlamento: Santos Silva repreende Ventura e manda calar Rui Tavares

13 janeiro 2023 21:37

Veja aqui os momentos de tensão e a troca de palavras entre o Presidente da Assembleia da República e os dois deputados.

13 janeiro 2023 21:37

O Parlamento viveu esta sexta-feira um momento de tensão durante o voto que condena à invasão em Brasília, no Brasil. O Presidente da Assembleia da República mandou calar o deputado do Livre e repreendeu o líder do Chega.

O voto de condenação foi aprovado por unanimidade, mas a discussão aqueceu - e muito - quando André Ventura chamou “bandido” ao Presidente do Brasil. Santos Silva respondeu: “essa é uma expressão ofensiva em relação ao Presidente de um país muito amigo de Portugal”.

Depois da repreensão, o líder do Chega voltou à carga e houve novo incidente.

“É difícil dirigirmo-nos ao Presidente do Brasil de outra forma”, insistiu.

Pouco depois, Santos Silva interrompeu novamente um deputado. Desta vez Rui Tavares, quando o Livre acusava o Chega de ter feito um protesto em frente ao Tribunal Constitucional.

“Peço imensa desculpa, o sr. deputado faz favor de se calar quando estou a falar. A sua interpelação não é sobre a condução dos trabalhos”, disse Santos Silva.

Os ânimos lá se acalmaram e todos os deputados condenaram a invasão de instituições no Brasil.