Política

Costa quer reformas “nos próximos 3 meses” e pede ao PS “muito mais exigência” na escolha de dirigentes

14 janeiro 2023 17:26

Rita Dinis

Rita Dinis

Jornalista

paulo novais

Combate à precariedade, reforma no SNS, novo modelo de contratação de professores, pressão máxima nas políticas de habitação, pressão nos autarcas para a regionalização, e execução dos fundos comunitários e do PRR. António Costa pede “foco" nas cinco prioridades que traçou para os próximos três meses. E, em nome da responsabilidade do PS como partido histórico da democracia, pede à plateia de socialistas que seja “muito mais exigente” na escolha dos seus autarcas e dirigentes

14 janeiro 2023 17:26

Rita Dinis

Rita Dinis

Jornalista

É assim que António Costa quer dar a volta à crise política em que o Governo (e o PS) mergulhou nas últimas semanas e meses: com “foco” na execução dos fundos comunitários e nas reformas previstas no programa de governo: do SNS à regionalização (com um desafio aos autarcas), passando pelo combate à precariedade, a reforma do modelo de contratação de professores e, sobretudo, a reinvenção das políticas de habitação que costumam demorar a dar frutos, mas onde Costa quer começar a ver resultados já “nos próximos três meses”. Dê por onde der.