Política

Chega quer saber se procuradora abriu inquérito sobre situação da ex-secretária de Estado do Turismo

9 janeiro 2023 16:46

manuel de almeida/lusa

Em declarações aos jornalistas na sede nacional do partido, em Lisboa, André Ventura considerou que este “não é apenas um caso de imoralidade ou de violação de deveres éticos, é um caso de clara violação da lei”

9 janeiro 2023 16:46

O Chega perguntou esta segunda-feira ao Ministério Público se está a investigar a situação da ex-secretária de Estado do Turismo, que vai assumir funções numa empresa à qual concedeu um benefício, anunciou o presidente do partido.

“O Chega enviou hoje à senhora procuradora-geral da República uma missiva confidencial a questionar sobre se o Ministério Público abriu algum procedimento sobre esta matéria e a pedir que, caso não o tenha feito por qualquer motivo ou qualquer razão procedimental, que esta exposição do Chega valha como denúncia para que seja averiguada a legalidade desta situação”, afirmou.

Em declarações aos jornalistas na sede nacional do partido, em Lisboa, André Ventura considerou que este “não é apenas um caso de imoralidade ou de violação de deveres éticos, é um caso de clara violação da lei”.

“Não estamos apenas uma questão de moralidade, estamos perante uma questão de legalidade”, defendeu.

O líder do Chega referia-se à notícia avançada pelo Observador de que Rita Marques, agora, no setor privado, vai administrar um projeto ao qual o executivo deu benefícios há menos de um ano quando desempenhava as funções de secretária de Estado do Turismo.