Política

Costa mantém confiança na ministra da Agricultura e dá caso de ex-secretária de Estado como "encerrado"

6 janeiro 2023 18:30

nuno fox

“O Presidente da República é o Presidente da República, eleito por todo os portugueses e, portanto, exprime aquilo que bem entende”, alegou

6 janeiro 2023 18:30

O primeiro-ministro afirmou esta sexta-feira que Maria do Céu Antunes tem condições para desempenhar as funções de ministra da Agricultura e que a secretária de Estado Carla Alves entendeu apresentar a sua demissão “e o caso está encerrado”.

António Costa falava aos jornalistas após mais uma inauguração no âmbito do “PRR (Plano de Recuperação e Resiliência) em Movimento” sobre respostas sociais em Braga.

Interrogado se a ministra da Agricultura tem condições para continuar nas suas funções, após a demissão da sua secretária de Estado, Carla Alves, cerca de 26 horas após ter sido empossada nesse lugar, o primeiro-ministro respondeu com um “sim”.

Questionado se o Presidente da República contribuiu para a instabilidade política ao afirmar que a secretária de Estado demissionária da Agricultura, Carla Alves, estava diminuída do ponto de vista político, António Costa contrapôs que “o primeiro-ministro não comenta as palavras” do chefe de Estado.

“O Presidente da República é o Presidente da República, eleito por todo os portugueses e, portanto, exprime aquilo que bem entende”, alegou.

António Costa afirmou depois que “a avaliação política do Presidente da República [Marcelo Rebelo de Sousa] é uma matéria”.

“O que disse na Assembleia da República – e posso continuar a repetir - é que a doutora Carla Alves não foi objeto de nenhuma acusação judicial. Foi questionada através do meu gabinete relativamente às suas contas [bancárias] e aquilo que disse é que era titular de uma conta conjunta e tinha declarado tudo o que tinha a declarar às finanças. Ela própria entendeu apresentar a sua demissão. É um caso que está encerrado”, sustentou.