Política

TAP: Bloco avança com proposta de comissão de inquérito à gestão da empresa

3 janeiro 2023 13:29

Pedro Filipe Soares, do BE

manuel de almeida/lusa

Pedro Filipe Soares frisou que a TAP é totalmente detida por capitais públicos e foi alvo de uma injeção superior a três mil milhões de euros, razão pela qual “tudo deve ser cabalmente esclarecido”

3 janeiro 2023 13:29

O Bloco de Esquerda anunciou esta terça-feira que vai avançar com uma proposta de comissão de inquérito parlamentar sobre o controlo público e político da gestão da TAP, visando um escrutínio completo da situação desta empresa.

Esta iniciativa foi transmitida por Pedro Filipe Soares em declarações aos jornalistas, após a reunião da conferência de líderes parlamentares.

“Em primeiro lugar, queremos apurar as relações dentro do próprio Conselho de Administração da TAP, designadamente as notas, as agendas, as atas e os memorandos que revelam problemas e que levam que o acionista aceite que a presidente executiva da empresa demita ou queira demitir um outro membro da sua equipa”, referiu o presidente do Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda.

Pedro Filipe Soares frisou que a TAP é totalmente detida por capitais públicos e foi alvo de uma injeção superior a três mil milhões de euros, razão pela qual “tudo deve ser cabalmente esclarecido”.

O líder parlamentar do Bloco de Esquerda apontou depois, especificamente, o caso da indemnização paga pela TAP, de meio milhão de euros, à secretária de Estado cessante Alexandra Reis quando esta integrou a administração da transportadora aérea nacional.

“O Bloco de Esquerda também não compreende, como ouvimos o Ministério das Finanças dizer permanentemente, que não tinha nenhuma responsabilidade sobre a matéria, quando, na prática, o Tesouro é quem detém a capacidade de indicar e acautelar, quer comissões de fiscalização de pagamentos, quer comissões de validação de salários e prémios da TAP”, apontou.