Política

Marcelo alerta que há “várias Odemiras no país” para as quais é preciso olhar

24 dezembro 2022 14:36

tiago petinga/lusa

Chefe de Estado defendeu que é necessário “ir a esses próximos, que vêm de não sei quantos países, falam não sei quantas línguas, têm não sei quantas culturas” e são “aqueles que mais necessitam” numa altura de crise

24 dezembro 2022 14:36

O Presidente da República advertiu este sábado que há "várias Odemiras" espalhadas pelo país que necessitam de atenção e que a "inflação não é só números" e representa um corte nos salários de muitas pessoas.

"Os emigrantes são próximos nossos. Agora terminado este nosso encontro parto para Odemira. E vou a Odemira porque tinha prometido lá ir até ao fim do ano. Nós temos várias Odemiras no nosso país, todos os países infelizmente têm várias Odemiras, que têm aspetos positivos e aspetos complicados", sustentou Marcelo Rebelo de Sousa, durante a cerimónia de apresentação da "Luz da Paz de Belém", pelo Corpo Nacional de Escutas, em Lisboa.

Perante um grupo de escuteiros, o chefe de Estado disse que é necessário "ir a esses próximos, que vêm de não sei quantos países, falam não sei quantas línguas, têm não sei quantas culturas" e são "aqueles que mais necessitam".

Já a pensar no ano que aí vem, Marcelo Rebelo de Sousa deixou uma advertência: "Estas crises batem fundo, a inflação não é só números.".

"A inflação significa um corte nos salários, um corte nos rendimentos, um empobrecimento. E quanto mais alta for, maior é esse empobrecimento. Esses que sofrem são uns próximos que têm de estar muito próximos do nosso pensamento e da nossa ação", completou.

No último ano surgiram denúncias de imigrantes em Odemira, concelho no distrito de Beja, a viver em condições deploráveis e "acorrentados" a redes de tráfico humano. Odemira tem uma das maiores comunidades de imigrantes do país, que, entre outras ocupações, trabalham na agricultura.

Odemira é o maior concelho do país em 2020 a população emigrante representava 40% do total.

Também houve denúncias de comportamentos abusivos por parte de elementos da GNR de Odemira contra imigrantes.