Política

"Não temos nenhum tipo de complexo" quanto ao "progresso dos outros", diz Marcelo sobre Roménia

"Não temos nenhum tipo de complexo" quanto ao "progresso dos outros", diz Marcelo sobre Roménia
MIGUEL A. LOPES

O chefe de Estado e comandante supremo das Forças Armadas falava aos jornalistas na base militar de Caracal, na Roménia, numa conferência de imprensa conjunta com o homólogo daquele país, Klaus Iohannis

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, defendeu esta terça-feira que o avanço económico da Roménia "é bom" também para a União Europeia e para Portugal, afirmando não haver "nenhum tipo de complexo" quanto ao progresso dos outros.

"Se a Roménia tem um avanço económico, social e portanto de desenvolvimento humano que é positivo, isso é bom para a Roménia, é bom para a União Europeia e é bom para Portugal", afirmou.

O chefe de Estado e comandante supremo das Forças Armadas falava aos jornalistas na base militar de Caracal, na Roménia, numa conferência de imprensa conjunta com o homólogo daquele país, Klaus Iohannis.

Marcelo Rebelo de Sousa foi questionado sobre notícias de que a Roménia poderá ultrapassar Portugal no Produto Interno Bruto (PIB) 'per capita' daqui a dois anos.

"Nós apreciamos o sucesso dos outros, não temos nenhum tipo de complexo relativamente àquilo que é o progresso dos outros, em particular quando são nossos aliados e nossos amigos. Ficamos felizes sempre na vida com o sucesso dos aliados e dos amigos", defendeu.

O Presidente da República afirmou que quando regressar a Portugal terá oportunidade de dizer o que pensa "sobre os passos que já foram dados, os que estão a ser dados e os que irão ser dados para Portugal ir mais longe em termos económicos, sociais, culturais, humanos".

"É aquilo que desejamos naturalmente no nosso país", acrescentou.

Por seu turno, o Presidente da Roménia considerou que este é "mais um motivo para aprofundar" a colaboração entre os dois países.

"Afinal de contas, a ideia de colaboração, de cooperação, vem para nos apoiarmos de modo mútuo e se houver isso no desenvolvimento económico acho que isso é muito bom para ambos os estados, mas sobretudo para a União Europeia também", referiu Klaus Iohannis, de acordo com a tradução disponibilizada aos jornalistas.

Tem dúvidas, sugestões ou críticas? Envie-me um e-mail: clubeexpresso@expresso.impresa.pt

Comentários

Assine e junte-se ao novo fórum de comentários

Conheça a opinião de outros assinantes do Expresso e as respostas dos nossos jornalistas. Exclusivo para assinantes

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vistas