Política

Dados do Presidente também foram expostos pelo ataque à TAP: Marcelo já mudou endereço digital

23 setembro 2022 13:49

Marcelo Rebelo de Sousa

ueslei marcelino/reuters

Chefe de Estado divulgou nota em que dá conta das precauções que já tomou devido à divulgação dos seus dados na sequência do ataque informático à TAP

23 setembro 2022 13:49

O Presidente da República divulgou esta sexta-feira que os seus dados pessoais também foram expostos devido ao ataque informático à TAP. E informou que já tomou “precauções”.

Numa nota divulgada no site da Presidência, Marcelo diz que tomou conhecimento "da fuga de informação de dados privados" resultante do ciberataque à TAP Air Portugal, que o levou a tomar "algumas precauções", designadamente quanto ao seu endereço digital.

Marcelo Rebelo de Sousa esclarece que "tomou conhecimento da fuga de informação de dados privados, devida a intrusão ilegal de registos da TAP Air Portugal, por um cidadão que a eles tivera acesso". Como o Expresso divulgou, foram expostos vários dados de políticos e dirigentes, incluindo do diretor do SIS.

"Imediatamente [o PR] tomou algumas precauções quanto ao único dado que não era generalizadamente conhecido: o endereço digital. Quanto ao resto – nome completo, data de nascimento e residência – já existia esse conhecimento", refere ainda a nota.

Os dados pessoais dos clientes da TAP divulgados pelo grupo de cibercriminosos Ragnar Locker, que atacou a companhia aérea em agostos, vão do nome, morada, ‘e-mail’, data de nascimento até data de registo e número de passageiro.

A TAP revelou os dados atacados são "nome, nacionalidade, sexo, data de nascimento, morada, e-mail, contacto telefónico, data de registo de cliente e número de passageiro frequente”.

A companhia aérea indicou que a informação divulgada relativamente a cada cliente pode variar, reiterando que “não há indícios de que dados de pagamento tenham sido exfiltrados dos sistemas”.

O Ministério Público já confirmou a abertura de um inquérito ao ataque informático à TAP.