Política

Jerónimo de Sousa: mesmo nas maiorias, PS tem histórico de “processos de implosão”

22 setembro 2022 8:28

tiago petinga

Não há negociações fora do Parlamento para o Orçamento do Estado para 2023, refere o líder do PCP

22 setembro 2022 8:28

O secretário-geral do Partido Comunista Português (PCP), Jerónimo de Sousa, tem dúvidas sobre a duração desta legislatura. "Sabemos que fundamentalmente está nas mãos do Governo do PS persistir e prosseguir ou não. Digo isto porque olho para o passado, para as maiorias absolutas, incluindo do PS, onde, por um processo de implosão, aconteceu o que aconteceu”, disse o líder do PCP em entrevista ao jornal “Público” e à Renascença.

Jerónimo de Sousa confirma que não há nenhuma negociação fora do Parlamento tendo em vista a aprovação do Orçamento do Estado para 2023. “Da nossa parte existe abertura”, realça.

O líder do partido comunista comenta, ainda, a posição de Marcelo Rebelo de Sousa durante meio ano de maioria absoluta. “O Presidente, nalgumas coisas, é sempre imprevisível”, diz. “Nestes últimos tempos tem desenvolvido uma intervenção com conteúdos que mais se aproximam do PSD do que do PS”, acrescenta. “Não quero fazer juízos de valor, mas a verdade é que se nota aqui um reajuste para contribuir para o reforço do PSD”.