Política

IL pede audições de Medina e Manuel Heitor, além de João Leão, no Parlamento

20 abril 2022 16:42

Rodrigo Saraiva, líder parlamentar da Iniciativa Liberal

antónio cotrim

A Iniciativa Liberal (IL) manifesta-se "extremamente preocupada" perante o financiamento atribuído ao ISCTE, cujo vice-reitor é o ex-ministro das Finanças. E alerta que pode estar em causa um "claro de conflito de interesses", falando em 'portas giratórias'"

20 abril 2022 16:42

A Iniciativa Liberal (IL) quer ouvir o atual ministro das Finanças. Fernando Medina, e o antigo ministro da Ciência e Ensino Superior, Manuel Heitor, além de João Leão, no âmbito da polémica sobre as verbas atribuídas ao ISCTE.

O grupo parlamentar liderado por Rodrigo Saraiva pede assim uma "audição conjunta urgente" na Comissão de Orçamento e Finanças, propondo que a Comissão de Educação e Ciência seja também convidada a participar nesta audição para obter explicações sobre o caso, que na opinião dos liberais levanta "várias dúvidas" que precisam de ser "cabalmente esclarecidas".

"A IL não pode deixar de ficar extremamente apreensiva e preocupada perante esta situação que pode configurar um caso claro de conflito de interesses e das comummente chamadas 'portas giratórias'", pode ler-se no requerimento.

O partido sublinha que a atribuição de uma verba de cerca de €5 milhões ao centro do ISCTE só pode ter acontecido na sequência de um despacho do então ministro das Finanças, João Leão, "nomeado vice-reitor do ISCTE dois dias depois de deixar o Governo".

A "gravidade do caso", frisam ainda os liberais, é "atestada pela necessidade da própria reitora do ISCTE, Maria de Lurdes Rodrigues, ter enviado uma carta a todos os reitores das universidades e presidentes de institutos politécnicos, na qual, de acordo com a notícia, 'garante que a instituição “não beneficiou dos favores de qualquer governo, fossem estes do PS ou do PSD/CDS'", justificam ainda.

O pedido de audição da IL segue-se aos requerimentos já apresentados pelo Chega e PSD para ouvirem também João Leão no Parlamento.

Na origem da polémica está uma notícia do "Público" que deu conta na sexta-feira de que João Leão foi nomeado vice-reitor do ISCTE, e terá a cargo a gestão do Centro de Valorização do Conhecimento e Transferência de Tecnologias (CVTT) do ISCTE. O único projeto do Ensino Superior que obteve dotação centralizada do Ministério das Finanças nos últimos cinco anos. O ex-ministro já emitiu um comunicado a explicar-se.