Política

Candidatos à liderança do PSD: “Não vejo nenhuma alternativa forte”, diz Rui Rio (entrevista ao Expresso)

30 julho 2021 11:16

Rita Dinis

Rita Dinis

texto

Jornalista

Rui Rio, presidente do PSD, vai ter diretas em janeiro e admite, em entrevista ao Expresso, vir a ter adversários. Resta saber se são adversários para marcar posição ou se são alternativa forte

30 julho 2021 11:16

Rita Dinis

Rita Dinis

texto

Jornalista

Não faz depender a vitória em Lisboa da sua permanência ou não na liderança do PSD, mas admite vir a ter oposição se se recandidatar em janeiro. Não vê nenhuma alternativa forte a ele mesmo, para já, mas depois das autárquicas poderá ser diferente.

Para chegar a primeiro-ministro tem de ser líder do PSD. Ainda esta semana, Miguel Pinto Luz escrevia num jornal que estas eleições se­riam decisivas para a oposição, e Jorge Moreira da Silva dizia que a oposição atual não tem projeto. Dá como certo que vai ter adversários nas diretas de janeiro?

Não sei como é que há tanta gente a querer o meu lugar. Posso dar como certo que, se eu me candidatar em janeiro, haja alternativa, pode é ser para marcar posição ou ser uma alternativa forte.