Política

Procurador europeu. Diretor-geral da Política de Justiça assume erros mas desmente ministra: Van Dunem conhecia carta com dados falsos

4 janeiro 2021 12:06

Rui Gustavo

Rui Gustavo

Jornalista

miguel a. lopes/lusa

Diretor-geral da Política de Justiça assumiu responsabilidade pela informação falsa no currículo do procurador europeu José Guerra mas diz que o seu conteúdo era do conhecimento da ministra Francisca Van Dunem, ao contrário do que esta disse. Miguel Romão apresentou esta segunda-feira a demissão, imediatamente aceite

4 janeiro 2021 12:06

Rui Gustavo

Rui Gustavo

Jornalista

Miguel Romão, diretor-geral da Política de Justiça, apresentou esta segunda-feira o pedido de demissão à ministra Francisca Van Dunem, na sequência do caso do currículo do procurador José Guerra. O Expresso apurou junto de fonte do ministério que Romão assumiu a responsabilidade pelas informações falsas enviadas pelo Governo português à União Europeia. Mas, num comunicado da Direção-geral da Política da Justiça, desmente Van Dunem e escreve que "o seu conteúdo integral era do conhecimento do gabinete da senhora Ministra da Justiça" desde a altura em que foi enviado - o que contraria as declarações da ministra à RTP, em que garantiu não ter conhecimento do conteúdo da carta.