Política

CDS exige consequências sobre comissária que apoiou Pedro Marques

24 abril 2019 19:00

O Expresso entrevistou Nuno Melo no dia do seu 53º aniversário, no Palácio da Bolsa, Porto

rui duarte silva

SIC avança que comissária romena utilizou meios da Comissão Europeia para gravar vídeo de apoio ao candidato do PS. Centristas consideram atitude "inqualificável" e um "abuso do cargo"

24 abril 2019 19:00

O CDS exige que o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, "retire consequências" sobre a atuação da comissária europeia para a Política Regional, a romena Corina Certu, depois de esta ter sido acusada de gravar um vídeo de apoio a Pedro Marques com meios daquela instituição.

O cabeça de lista do CDS às eleições europeias marcadas para 26 de maio e atual eurodeputado do partido, Nuno Melo, considera "inqualificável" e um "abuso do cargo" a notícia avançada pela SIC, que dava conta de que Certu teria usado meios da Comissão para gravar um vídeo de campanha em que elogia o desempenho de Marques enquanto ministro do Planeamento e das Infraestruturas violando o Código de Conduta da instituição. E, além de apelar a Juncker, dirige-se também à própria comissária: "Devia perceber que em política não vale tudo".

Em declarações ao Expresso, o candidato ao Parlamento Europeu considera que "um vídeo de uma comissária socialista que viola o Código de Conduta para salvar um candidato é tudo o que não pode acontecer", para mais quando alguns dos elogios feitos por Certu têm a ver com a execução de fundos europeus - um dos temas de campanha que mais críticas têm valido a Marques.

"O candidato tem sido desmentido pelas suas falsas declarações [relativas aos fundos europeus]. Usar o cargo em benefício da campanha é inqualificável", defende Nuno Melo. Depois de o CDS ter lançado ao PS o repto de se distanciar do Partido Socialista romeno, acusado de tentar ilibar o seu presidente condenado por fraude fiscal e investigado por corrupção com uma amnistia desenhada à medida, e de os socialistas europeus terem decidido congelar as relações com o partido, Melo volta a atacar: "O que temos é a intervenção em auxílio de uma comissária romena", conclui.

No vídeo em causa, Corina Cretu defende que Portugal "é um dos países de topo em termos de implementação de fundos”, apontando a Pedro Marques o mérito de ter concretizado "muitos projetos concretos em Portugal” que “contribuíram para a recuperação económica e social" do país. Por isso, conclui, Marques é mesmo "um dos melhores embaixadores do projeto europeu e um ótimo negociador”.

Numa primeira reação à notícia da SIC, a Comissão Europeia veio dizer que não vê qualquer irregularidade no vídeo gravado para a campanha socialista, embora Pedro Marques garanta que a comissária sabia que as suas declarações seriam usadas em contexto de campanha eleitoral. No Código de Conduta para Membros da Comissão Europeia prevê-se que os comissários "não possam usar os recursos humanos ou materiais" da instituição durante a sua participação em campanhas.