Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Costa recusa comentar candidatura de Montenegro à liderança do PSD

MIGUEL A. LOPES/LUSA

Chefe do Governo rejeita comentar a vida interna dos outros partidos. “Aquilo que me incumbe é concentrar-me na resolução dos problemas dos portugueses”, frisa Costa

O primeiro-ministro, António Costa, escusou-se esta sexta-feira a comentar a candidatura de Luís Montenegro à liderança do PSD, por não pretender "tratar da vida interna dos outros partidos" e querer concentrar-se na "resolução dos problemas dos portugueses".

"Não vou tratar da vida interna dos outros partidos. Aquilo que me incumbe é concentrar-me na resolução dos problemas dos portugueses", afirmou o chefe do Governo, em declarações aos jornalistas, no final da apresentação do projeto de financiamento do novo Hospital Central do Alentejo, em Évora.

Luís Montenegro anunciou esta sexta-feira que está disponível para ser "de imediato" candidato à liderança do partido, desafiando Rui Rio a marcar eleições diretas já e a apresentar a sua própria candidatura.

Questionado pelos jornalistas, António Costa respondeu que esteve em Évora para "lançar o Hospital Central do Alentejo, que é uma necessidade importantíssima para a cidade, para a região, para os alentejanos e para todos aqueles que visitam esta região".

"É nisso que tenho de estar concentrado eu e o Governo é em resolver os problemas do país é para isso que vamos trabalhar", acrescentou.