Resultados da Pesquisa

  • De Elsa a Susana, a violência doméstica apagou 22 nomes de mulher em 2022

    Sociedade

    De Elsa a Susana, a violência doméstica apagou 22 nomes de mulher em 2022

    25.11.2022 às 11h54

    Raquel Moleiro

    Comemora-se esta sexta-feira o Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres. Em 2022 já morreram 22, assassinadas por homens com quem tinham ou tiveram uma relação de intimidade. 41% estavam separadas do agressor, sete tinham-no denunciado, uma tinha botão de pânico mas não teve tempo de acioná-lo. A mais nova tinha 27 anos, a mais velha 74. Conheça aqui algumas das suas histórias.

  • Jornal Expresso

    Meu caro Óscar Lopes...

    31.10.2022 às 10h54

    Da zanga às pazes oferecidas por Saramago, das discussões ideológicas com Vergílio Ferreira às queixas de José Régio, das polémicas neorrealistas com Mário Dionísio à recusa de Agustina em assinar um protesto pelo assalto da PIDE à SPE, as cartas recebidas por Óscar Lopes ao longo de décadas constituem um poderoso retrato do modo como pensavam, se relacionavam e combatiam os intelectuais portugueses

  • Os pobres mais pobres estão nos Açores

    A Revista do Expresso

    Os pobres mais pobres estão nos Açores

    30.10.2022 às 12h16

    Joel Neto

    Portugal torna a despertar para a pobreza. E se uma região liderasse todos os rankings de subdesenvolvimento do país ou de toda a UE? Essa região existe e são os Açores. Quase não há um indicador em que o arquipélago não se distinga pela negativa. Lisboa assobia para cima, os políticos, intelectuais e corporações locais assobiam para o lado. Nem os pobres se indignam: não chegam a saber que são pobres

  • Violência doméstica: este ano já morreram 22 mulheres

    Sociedade

    Violência doméstica: este ano já morreram 22 mulheres

    25.10.2022 às 22h38

    Raquel Moleiro

    A violência doméstica matou até setembro 20 mulheres, revelou esta terça-feira a Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG). Em outubro registaram-se pelo menos mais duas mortes. A última foi Susana, 41 anos, três filhos. Agredida em janeiro pelo ex-namorado, morreu 9 meses depois. PJ tem mais casos em investigação. Conheça aqui o perfil de algumas das vítimas

  • Jornal Expresso

    Os pobres mais pobres

    24.10.2022 às 15h49

    Portugal torna a despertar para a pobreza. E se uma região liderasse todos os rankings de subdesenvolvimento do país ou de toda a UE? Essa região existe e são os Açores. Quase não há um indicador em que o arquipélago não se distinga pela negativa. Lisboa assobia para cima, os políticos, intelectuais e corporações locais assobiam para o lado. Nem os pobres se indignam: não chegam a saber que são pobres. O paraíso tem verso sombrio