Siga-nos

Perfil

Expresso

Merceeiros e outros nem tanto

Os números não mentem. O Governo pode tentar fazer todos os malabarismos e esgrimir os mais diversos argumentos mas a carga fiscal continua a aumentar. Está no valor máximo dos últimos 22 anos, segundo os dados oficiais do INE, principalmente pelo aumento dos impostos indiretos. É por isso que quando Costa e Centeno falam no fim da austeridade eu solto sempre uma audível gargalhada. A estratégia criada pelo ministro das Finanças (que um dia será considerado um dos piores que já tivemos) de colocar mais uns euros no bolso das famílias, mas depois retirá-los via impostos, apanha até os mais perspicazes a dormir. É a ilusão perfeita.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)