Crónica

A caminho do Algarve? Aqui pode produzir o seu próprio vinho. E mais ainda

Estátuas gigantes e vinhas são parte da paisagem da Quinta dos Vales
Estátuas gigantes e vinhas são parte da paisagem da Quinta dos Vales
Foto DR

Na crónica ‘Sem Preço’ desta semana, a jornalista Catarina Nunes escreve sobre a quinta algarvia que junta vinho, arte e casas sobre as vinhas

Se não é muito amante de vinho, esqueça. Os próximos parágrafos são inteiramente dedicados a uma quinta no Algarve que se apresenta com o último patamar da experiência com vinho. Calma. Beber até cair para o lado não é suposto ser parte disso.

a Quinta dos Vales, perto de Lagoa, a ideia é que qualquer um se torne num produtor de vinho, com direito a uma vinha com 500 metros quadrados, vinho monocasta das respetivas uvas (ou um blend se optar por ter mais do que uma vinha) e garrafas com rótulos personalizados. A possibilidade não é propriamente nova, mas chama a atenção por se encontrar numa região com pouca projeção vinícola a nível internacional (o Algarve) e, por isto, com potencial de crescimento.

Deter uma vinha própria é concretizável na Quinta dos Vales (entre €30 mil e €60 mil por ano)
Foto DR

O proprietário da Quinta dos Vales começa por chegar aqui, em 1996, apenas com a ideia de desfrutar da reforma, à semelhança de outros tantos estrangeiros que se instalam no sul do país. Só em 2007, já totalmente apaixonado pelos vinhos portugueses, é que Karl Heinz Stock decide aventurar-se na produção, mesmo sem dominar o assunto e recorrendo a quem ‘sabe da poda’, literalmente.

A The Winemaker Experience que o empresário alemão propõe agora é uma espécie de solidariedade com aqueles que, a partir do zero, querem começar a fazer vinho, poupando-os das ‘dores de aprendizagem’ e investimento iniciais. A base já está montada. Vinte hectares de vinha, adega equipada, enóloga residente (Marta Rosa) mais dois consultores (Paulo Laureano e Dorina Lindemann) e o histórico de 11 anos em que alguns dos seus vinhos recebem, sete vezes, a distinção de ‘Melhor Vinho do Algarve’, atribuída pela comissão vitivinícola da região.

Ser ´enólogo por três horas’ (workshop, €62) dá direito a uma garrafa com vinho e rótulo personalizados
Foto DR

As 288 garrafas que cada produtor privado receberá, todos os anos, não terão propriamente o propósito de candidatura a prémios. São antes o culminar da experiência de ser dono de uma vinha e de acompanhar a par e passo todos os processos, desde a teoria sobre as diferentes castas disponíveis na quinta (Syrah, Touriga Nacional, Cabernet Sauvignon, Aragonez e Viognier), à prática das vindimas, da vinificação e da criação de um vinho ao gosto pessoal.

Para aqueles que querem, ou só conseguem, acompanhar os processos à distância, isso está previsto, até porque os três primeiros ‘aprendizes de enólogos’ são estrangeiros residentes fora de Portugal. Controlo remoto por vídeo, fotos, Whatsapp, correio eletrónico ou telefone são as opções disponibilizadas, às quais se somam o envio de amostras do vinho (com notas de prova e recomendações) e a possibilidade de armazenamento na adega da Quinta dos Vales. A expedição para qualquer destino também é contemplada, mas com um custo acrescido.

O The Vines tem 32 casas, mas já só estão disponíveis os T1’s (entre €172 mil e €189 mil)
Foto DR

O valor base da experiência, esse, depende da duração do compromisso e da conta bancária do candidato a produtor. São entre €30 mil e €60 mil por ano, em função da localização do lote e da casta e caso se trate da compra de uma vinha por 99 anos. Na modalidade menos arrojada, o arrendamento, o custo começa a partir dos €5.472, com direito à mesma experiência e número de garrafas, mas durante apenas uma vindima.

A The Winemaker Experience, porém, pode ser feita em crescendo, começando com um workshop de três horas, em que se aprende a criar um blend a partir dos vinhos de castas existentes na Quinta dos Vales, levando para casa o resultado final engarrafado com um rótulo personalizado. O nível seguinte é a produção nos mesmos moldes, mas de uma barrica de 225 litros, que dará a mesma quantidade anual das modalidades de compra ou arrendamento da vinha (288 garrafas), mas por €5.472.

Ao valor da casa acresce o custo do mobiliário (€13 mil)
Foto DR

Havendo ou não vontade de ter algum grau de envolvimento na experiência vinícola, há a possibilidade de apreciar simplesmente a vista sobre as vinhas, mas instalado com alguma propriedade. Desde junho existem 32 moradias com arquitetura moderna e construídas de raiz numa das colinas da quinta, disponíveis para venda ou arrendamento. As novas casas do projeto The Vines têm duas tipologias (T1 e T2) e ambas incluem um pequeno terraço e uma área ajardinada. A existência de alojamento, porém, não é nova, uma vez que a Quinta dos Vales já tinha casas em regime de hotelaria.

O The Vines nasce numa propriedade com uma área total de 44 hectares, onde, aliás, há muito se manifesta outra das paixões de Karl Heinz Stock: a arte. O empresário alemão é o criador das cerca de 100 estátuas (algumas com mais de sete metros de altura) que se encontram espalhadas pela quinta. A influência da assumida paixão por artistas como Niki de Saint Phalle e Fernando Botero é visível na dimensão e nas formas das mulheres e dos animais representados. Karl Heinz Stock diz que as ideias por trás das suas obras são comuns àquilo que impulsiona a evolução do vinho, ambas estão ligadas à vontade de criar. Quem sabe se cada produtor privado dará origem a um novo artista.

Quinta dos Vales

Sítio dos Vales,
8400-031 Estômbar
Lagoa
(+351) 282 431 036
twe@quintadosvales.pt
www.quintadosvales.pt

Tem dúvidas, sugestões ou críticas? Envie-me um e-mail: CNunes@expresso.impresa.pt

Comentários

Assine e junte-se ao novo fórum de comentários

Conheça a opinião de outros assinantes do Expresso e as respostas dos nossos jornalistas. Exclusivo para assinantes

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vistas