Opinião

A deliquescência da democracia

Henrique Monteiro

Henrique Monteiro

Ex-Diretor; Colaborador

25 novembro 2022 0:03

25 novembro 2022 0:03

O estado líquido, que escorre entre as mãos, se infiltra nas pedras das calçadas, vai pelos sorvedouros e se evapora no ar, e que na química se chama deliquescência, espécie de liquefação, é, cada vez mais, a melhor representação do estado das democracias, em especial na Europa. A convivência em liberdade, com tolerância e igualdade perante a lei, tornou-se em algo que nada custa e, como tudo o que é gratuito, perdeu o seu valor.