Opinião

O caso dos imparciais e a mentira da mentira

1 novembro 2022 15:23

Há quem se aborreça com Bolsonaro mas deteste Lula, dito corrupto. O problema é que o Supremo Tribunal anulou o processo contra Lula, dirigido por um juiz que abusou do seu poder e era parcial. Nem a mentira sobre a justiça salva os imparciais que querem fazer do Brasil o exemplo da sua cobardia.

1 novembro 2022 15:23

Que a atrapalhação fosse constrangedora, nem haveria dúvida. Proclamar um apoio a Bolsonaro ficava mal para aquela gente que se acabrunharia com a pergunta sobre se o convidava para jantar. O homem é um barril de pólvora, grita inconveniências, tem aquela coisa mal explicada de comprar apartamentos com malas de dinheiro, arrasta uma prole que ele próprio designa como se fossem humanóides da ficção científica, reclama a propriedade do divino mas diz que gostaria de trincar cadáver de índio, é um tormento. Apoiá-lo, assim a modos que apoio mesmo, ficaria mal às pessoas tão elegantes que, se bem que abominando o comunismo que atravanca o mundo, não querem ser fotografados ao lado de um capitãozeco expulso do exército e que depois vagabundeou pelo mundo da política. Pintou um clima durante um tempo, é certo, mas esse deslumbramento com o golpe contra Dilma foi-se esbatendo quando mesmo a Casa Branca começou a afastar-se do sujeito, e o que por lá vai de histórias de amigos suspeitos naquele continente.