Opinião

Prudência e velhos truques

Henrique Monteiro

Henrique Monteiro

Ex-Diretor; Colaborador

7 setembro 2022 10:51

Como é evidente, nenhum Governo, de nenhuma cor política, por mais genial que fosse, conseguiria fazer um plano de combate à inflação que derrotasse a inflação. Se acaso tal fosse possível, não haveria inflação

7 setembro 2022 10:51

O primeiro e mais normal argumento contra as medidas anunciadas pelo Governo é o de saberem a pouco. Têm mesmo de saber a pouco. Se fossem exageradas seria um erro que se pagaria muito caro no futuro (lembremos Sócrates); se fosse o exatamente ajustado, Costa ganhava o prémio Nobel. É natural a prudência das contas certas e do abate da dívida. Mesmo com a crise, há um dever intergeracional em relação aos nossos filhos e aos filhos destes. A diferença é que muitos o disseram durante a crise da troika, enquanto os que agora estão no Governo acusaram o Executivo de Passos de tudo e mais alguma coisa.