Opinião

Mestres na arte de fazer tudo em cima do joelho

8 julho 2022 0:25

A aprovação destes investimentos foi realizada em cima do joelho. Na última hora, do último dia do prazo, daquela parte do programa de ajuda. Era preciso um ‘sim’ para não se perder o acesso ao dinheiro, e é mais fácil aprovar ajudas de €40 milhões a 30 empresas do que dar cheques de €1 milhão a 1300 empresas

8 julho 2022 0:25

Alguém está realmente surpreendido com as polémicas em torno do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR)? Não é nosso hábito conseguir estragar a forma como os fundos europeus acabam por ser aplicados? Claro que há imensos casos de sucesso. Claro que há infraestruturas por todo o país feitas com dinheiro europeu que nos permitem viver com muito melhor qualidade de vida. Não estou sequer a falar de rotundas, estradas, pavilhões desportivos ou piscinas municipais. Mas de obras, algumas literalmente escondidas, que permitem que o saneamento funcione, que existam estações de tratamento de águas, barragens, centros de saúde, hospitais, escolas, portos... Obras na maioria públicas que alavancam o sector privado, criam emprego e geram impostos.