Opinião

Pensar global

17 junho 2022 0:00

17 junho 2022 0:00

As grandes crises acarretam frequentemente resoluções importantes. A criação de organizações globais, com o objetivo de pensar o mundo como um todo, foi uma das decisões cruciais que resultaram dos conflitos armados do séc. XX. Existem hoje mais de 300 organizações intergovernamentais e várias delas têm como princípio o propósito de trabalhar com todos e para todos. Criada em 1948, a Organização Mundial da Saúde (OMS) é uma dessas organizações. Das inúmeras conquistas no seu currículo, talvez a mais visível seja a erradicação da varíola, após uma longa campanha mundial de vacinação. É certo que há ainda muito trabalho por fazer — hoje, uma em cada cinco crianças no mundo não recebe vacinas contra doenças evitáveis como a difteria, tosse convulsa, tétano, sarampo ou poliomielite — mas a ação da OMS salvou muitos milhões de vidas nas últimas sete décadas.