Opinião

Quando a fúria viral ataca a sala de aula

18 fevereiro 2021 8:38

Ao divulgar um vídeo em que um professor identificado refere um facto confirmado na imprensa, Ventura foi cúmplice de ilegalidade e lançou uma onda de ódio. A tentativa de banir todos os assuntos polémicos transforma a escola pública numa bolha burocrática e os professores em repetidores de sebentas. E nenhum professor pode ensinar sob a lupa mediática ou a ameaça da fúria viral, com medo de ver as suas palavras retiradas do contexto da aula, capazes de destruir a sua vida e a sua carreira

18 fevereiro 2021 8:38

Num tempo de voyeurismo militante, era inevitável que a transmissão de aulas online levasse à devassa. E era inevitável que essa devassa viesse a ser usada para fins políticos e que a estreia da irresponsabilidade fosse do deputado André Ventura. Se é para contaminar as instituições com ódio e medo, ele está sempre presente. Vive do caos.