Exclusivo

Opinião

O investimento público e a doença infantil do debate político

O Estado é um agente económico, coisa que a absurda ideia de que o Estado "tira" dinheiro à economia não entende. Quanto o Estado investe, o dinheiro circula na economia, são criados empregos, empresas são contratadas. Deve fazê-lo em contraciclo por ter o músculo que, nestes momentos, falta a outros. Mas o aumento do investimento público só é de 20%. Muito pouco, porque a base de onde parte é ridiculamente baixa

CDS e IL assinalaram o excesso de despesa e de investimento público previsto neste Orçamento do Estado. Veremos se PSD os acompanha. Não digo que o investimento público em contraciclo é consensual, porque nestas coisas os consensos nunca existem. Mas devia ser razoavelmente pacífico, e não é seguramente aqui que se faz a separação entre a esquerda e a direita. Cavaco Silva fez muito investimento público e não era de esquerda por isso. A União Europeia é esmagadoramente dominada pela direita e a ordem geral para os Estados é investir.

Artigo Exclusivo para assinantes

Assine já por apenas 1,63€ por semana.

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para continuar a ler

Tem dúvidas, sugestões ou críticas? Envie-me um e-mail: danieloliveira.lx@gmail.com

Comentários

Assine e junte-se ao novo fórum de comentários

Conheça a opinião de outros assinantes do Expresso e as respostas dos nossos jornalistas. Exclusivo para assinantes

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vistas