Luanda Leaks

Luanda Leaks. Ministério Público vai investigar suspeitas de branqueamento a partir de Portugal

24 janeiro 2020 8:07

Expresso

O MP português ainda está a estudar a melhor forma de dar início a esta investigação, sendo a hipótese mais provável que seja retirada uma certidão do inquérito

24 janeiro 2020 8:07

Expresso

O Ministério Público português vai investigar suspeitas de branqueamento de capitais relacionadas com transferências avultadas ordenadas pela empresária Isabel dos Santos, a partir de contas sediadas em Portugal, avança o “Público” esta sexta-feira.

Isto irá acontecer porque as autoridades angolanas não possuem competência, à luz da sua própria legislação, para investigar a alegada lavagem de dinheiro realizada a partir do estrangeiro.

Pelo que o jornal apurou, o MP português ainda está a estudar a melhor forma de dar início a esta investigação, sendo a hipótese mais provável que seja retirada uma certidão do inquérito a visar, entre outros, a filha do ex-Presidente de Angola.

A ideia será autonomizar a investigação relativamente a Isabel dos Santos. O ponto de partida da investigação serão as três transferências, num valor global de quase 58 milhões de dólares, realizadas no dia 16 de Novembro de 2017, o dia seguinte ao anúncio da exoneração de Isabel dos Santos da liderança da Sonangol e o dia da tomada de posse do seu sucessor.