Luanda Leaks

Isabel dos Santos sai do capital do Eurobic

22 janeiro 2020 18:47

toby melville/reuters

A empresária angolana vai vender a participação de 42,5% que tem no capital do Eurobic. Administradores não executivos do banco, que exercem funções na estrutura de gestão do universo de Isabel dos Santos, renunciaram ao cargo

22 janeiro 2020 18:47

Isabel dos Santos vai sair do capital do Eurobic. A decisão foi tomada pela própria, segundo um comunicado do banco que acaba de ser enviado às redações. De qualquer forma, antecipa-se à possibilidade de o Banco de Portugal vir a inibir os seus direitos de voto. Aliás, segundo foi noticiado, o supervisor bancário já havia sinalizado a intenção de afastar a empresária da estrutura acionista da instituição financeira.

No comunicado enviado esta quarta-feira, 22 de janeiro, o banco liderado por Teixeira dos Santos - que está no epicentro do furacão em torno de Isabel dos Santos - informa que a venda da participação de 42,5%, já foi iniciada, e que já tem interessados - não é revelado qualquer nome. A expetativa, por isso, é que a venda se concretize "a muito breve prazo". Será sempre necessária aprovação dos supervisores.

No comunicado, o Eurobic informa que, apesar da venda ainda não se ter concretizado, Isabel dos Santos "renunciou desde já e em definitivo ao exercício dos seus direitos de voto". Isabel dos Santos está a ser investigada pela justiça angolana, tendo sido constituída arguida num processo em que é acusada de má gestão e desvio de fundos durante o tempo em que esteve na presidência da Sonangol (entre 2016 e 2017). Aliás, por conta deste processo, a empresária tem as suas contas bancárias e posições em empresas congeladas em Angola. .

Segundo a nota do banco, os administradores não executivos do Eurobic - banco que comprou o BPN em 2012 - que "exercem funções na estrutura de gestão do Universo da engenheira Isabel dos Santos apresentaram a renúncia aos cargos com efeitos imediatos".

Entre estes estão Vanessa Loureiro que iniciou funções como administradora não executiva a 15 de fevereiro de 2017. Faz também parte do conselho de administração como não executiva da Efacec na qual Isabel dos Santos 75% do capital, assim como é também administradora da Santoro Finance. Outro dos administradores não executivos é Rui Carvalho Lopes. Entrou para o banco em julho de 2019 e é administrador executivo da Efacec, sendo que, da mesma forma, também está na Unitel (empresa a que a empresária está ligada).

O conselho de administração do banco liderado por Teixeira dos Santos adianta que as diligências tomadas têm em vista "salvaguardar a confiança na instituição". Recorde-se que esta semana o Eurobic informou o mercado que ia cortar relações comerciais com a sua principal acionista e empresas do seu universo.

Estas decisões, sublinha o Eurobic, foram comunicadas previamente ao Banco de Portugal. Aliás, o supervisor tem estado a acompanhar o processo, sendo que já teria sinalizado o interesse em afastar Isabel dos Santos do banco.

Além de Isabel dos Santos (agora de saída), o Eurobic tem como acionista Fernando Teles, com 37,5%, estando o restante capital nas mãos de outros pequenos investidores. A estrutura do BIC em Angola, onde a empresária viu congelada a sua participação, é idêntica à do português Eurobic. Contudo, os dois bancos não consolidam as suas contas.